terça-feira, 1 de agosto de 2017

MONTADAS: ROMPIMENTO DO VICE, O “SILÊNCIO” DE JONAS E O QUE VEM PELA FRENTE

(Jonas e Luiz Carlos: agora em lados opostos)
Na semana passada Montadas e o prefeito Jonas de Souza (PSD) foram tomados por uma entrevista bombástica do vice-prefeito Luiz Carlos Carneiro Genuíno, “Professor Lulu”.

Insatisfeito com o que chamou de gestão mentirosa, Lulu utilizou o espaço do programa “Jornal Imparcial” da Rádio Cidade Esperança/AM para informar que rompeu com o grupo Veríssimo.
Essa postura foi um “prato cheio” para empolgar a oposição.  
Ele não economizou críticas à gestão de Jonas e na primeira frase foi logo dizendo aos apresentadores Heleno Lima e Ailton Araújo: “pode olhar pra mim e você vê um ‘racha grande’ ”, referindo-se, lógico, a posição por ele tomada.
Com discurso de novo oposicionista ou magoado Lulu, que estava ciceroneado pelo vereador Basto Militão (PSB), discordou das indicações do prefeito no que diz respeito à formação do secretariado.
Luiz Carlos disse que viu se formar na prefeitura uma empresa da família Veríssimo.
Para ser bem sucinto ele não suportou também ver seu salário de professor desaparecer assim que assumiu o cargo de vice-prefeito.
Como professor municipal Luiz Carlos tinha um justo salário de “6.000,00 reais”, o mesmo valor que recebe como vice, porém na entrevista ele afirmou que “descontados” os impostos, fica com pouco mais de “4.700,00 reais”.
Está claro que “a falta do salário de professor, faz falta”.
Eu nem pensava em ser candidato”.
“Lulu” enfatiza ainda que percebeu que Jonas “mudou” no dia seguinte a vitória.
O vice-prefeito alega que procurou o prefeito para conversar por pelo menos quatro vezes, mas não teve o privilégio de ser recebido pelo gestor ou ter essa importante conversa.
Em outros pontos da entrevista ele afirma que nunca quis colocar ninguém na prefeitura, pede desculpas aos montadenses, etc..
Na mesma tarde da sexta-feira (28/07) após essa entrevista, o www.renatodiniz.com entrou em contato com o vice-prefeito Luiz Carlos que não só reafirmou seu desligamento do grupo, como também confirmou sua insatisfação com o prefeito.
Também na sexta o site www.pagina1pb.com.br, informou que o rompimento do vice era só questão de tempo.
Mais adiante o texto do pagina1pb atribui a Jonas a seguinte frase: “O nosso grupo permanecerá unido em busca de reconstruir o município. Lamento que o professor Lulu tenha caído no ‘canto da sereia’ e se juntado com tudo que lutamos para retirar da política... Desejo sorte ao vice-prefeito e amigo Lulu. Faço política de união e amizade e não guardo rancor”.
O www.renatodiniz.com entrou em contato com o prefeito Jonas que por sua vez deixou claro sua decepção com a atitude tomada por seu companheiro de “chapa”.
Ele foi econômico nas palavras: “lamento o que ocorreu, mas a gente já vinha esperando isso e não me desanima. Estou incessantemente voltado para administrar Montadas. Tenho estado em cada canto que possa atrair investimentos e recursos para o município”.
O www.renatodiniz.com conversou também com lideranças que pediram reservas.
Uma delas deixou claro que esta posição de Luiz Carlos é idêntica à atitude que tomou o atual secretário de saúde Erasmo de Souza.
Erasmo era vice de Jairo e rompeu justamente no mês de julho de 2013.
Curiosamente Lulu também rompeu em julho.
Naquela época o PSB ignorou a postura de Erasmo e deu no que deu. E teve um detalhe: ao invés de buscar aliados, o grupo que governava Montadas não soube cativar e conseguir mais correligionários. Quem diria que Jonas tivesse asas para chegar aonde chegou? Teve mais que isso. Teve coragem de enfrentar um exército bem armado, mas que se perdeu no meio da batalha”, disse a liderança que pediu reserva.
Em outro ponto ele afirmou que “Jonas tem um trunfo: ele tem ao lado dele a experiência administrativa de Arimatéia. Isso conta e isso vai contar”.
Outra liderança afirmou que “do mesmo jeito que Lulu foi, outros podem ir, mas Jonas é experto e é político. É formiga que sabe a folha que corta”.
Por fim o renatodiniz.com descobriu que mesmo antes dessa “turbulência na política em Montadas” o bioquímico Joseilton Souza, que foi candidato a vice de Jairo Herculano, já tem uma posição definida: não pretende mais se aliar com o socialista.
A fonte, de total credibilidade, disse que Joseilton tomou esta atitude e não volta atrás.
O jogo está aberto.
*A responsabilidade deste texto é do jornalista Renato Diniz
(www.renatodiniz.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário