sábado, 23 de setembro de 2017

“À PROVA DE FOGO”: 18 MILITARES CONCLUEM UM DOS CURSOS DE COMBATE QUE MAIS EXIGEM DO POLICIAL NO NORDESTE. ENTENDA

Na última quarta-feira (20/09) a polícia militar concluiu a capacitação de 18 policiais para atuação em operações rurais e de enfrentamento a grupos criminosos que atuam contra instituições financeiras.
Eles foram formados na nova turma do Curso de Operações e Sobrevivência em Área de Caatinga (COSAC) que começou em agosto na sede do Grupamento Especializado em Pocinhos.
O COSAC é um curso extremamente “puxado” e um dos mais exigentes oferecidos pela polícia militar na região nordestina.
É uma “prova de fogo” que exige dos participantes dedicação, disciplina, foco, capacidade física e psicológica.
Tanto é que este ano se inscreveram quase 100 policiais, 40 conseguiram concluir as etapas iniciais para o treinamento e apenas 18 terminaram o curso que teve a duração de 45 dias.
Esta foi a quarta turma a ser formada.
No ano passado 30 policiais concluíram o curso.
O objetivo é formar policiais para combater grupos criminosos que atuam nas cidades do interior em ocorrências de alta complexidade em áreas urbanas e rurais, atuando no ambiente de caatinga, como os praticados contra instituições financeiras.
Inscreveram-se policiais do Piauí, Rio Grande do Norte, Bahia, Santa Catarina e até do Paraguai.
Um investigador da polícia civil também se inscreveu.
O coordenador do Cosac foi o capitão Wherick Felício de Lima. Além do treinamento do policial militar para conflitos em ambientes adversos, o diferencial deste curso é a sua parte teórica, que agrega conhecimento para planejamento de ações, elementos psicossociais para entender o Nordeste, estudos da fauna e flora da caatinga, além das técnicas de sobrevivência, tudo isto para maximizar a ação do policial”, disse o capitão Wherick Felício.
Os policiais formados vão compor o Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC), implantado em fevereiro deste ano.

3 comentários:

  1. Nossas leis tornam as forças policiais fictícias... Tantas armas e tantos fora da lei, vivos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valdeir custa parabenizar ? só sabe criticar

      Excluir
  2. Parabéns para Coordenação e para os Guerreiros que concluíram o Curso, não é fácil concluir um Curso complexo como este com tantas barreiras impostas...

    ResponderExcluir