quinta-feira, 5 de outubro de 2017

PC PRENDE ACUSADO DE ASSASSINAR ADOLESCENTE E APREENDE ONZE ARMAS DE FOGO

Uma ação dos policiais civis da 11ªDSPC resultou na prisão de um homem acusado de assassinar um adolescente de 16 anos de idade.
O crime ocorreu em julho deste ano.
Além disso, foram apreendidas 11 armas de fogo e uma delas foi justamente a utilizada na morte do menor.

ENTENDA
Na quarta-feira (04/10) uma equipe comandada pelo delegado Cláudio Manoel, do Núcleo de Homicídios de Queimadas, cumpriu um Mandado de Busca e Apreensão no sítio “Tapuio”, em Gado Bravo, no Agreste, e aprendeu dez espingardas, além de um revólver calibre “38”.

O revólver, segundo a PC, foi utilizado por Paulo Cassimiro de Lucena para assassinar com um disparo no peito José Antônio da Silva.
O crime ocorreu na madrugada de 26 de julho durante uma festa da padroeira da comunidade (sítio “Tapuio”).
O detalhe é que a PC já tinha um Mandado de Prisão Preventiva contra Cassimiro que foi solicitado pelo Núcleo de Homicídios e deferido pela Comarca de Aroeiras.
Durante a apreensão das armas o acusado conseguiu fugir, mas nesta quinta (05) ele acabou preso.  
De acordo com o delegado Cláudio Manoel, Paulo Cassimiro disse que matou José Antônio, que era conhecido como “xota”, em virtude de a vítima ter discutido e dado um tapa no peito no filho dele.
Esta versão foi defendida também pelo filho de Paulo.
Outra versão, apurou o delegado, o filho de Paulo teria acariciado as partes íntimas da irmã de José Antônio.
José Antônio, por sua vez, foi tomar satisfações e ocorreu o homicídio.
A PC também prendeu um homem pelo porte das espingardas.
PRESO ACUSADO DE MATAR PM
O Núcleo de Homicídios já havia realizado no final do mês de setembro a prisão de Jonatas Aguiar da Silva acusado de assassinar um sargento da polícia militar em São Lourenço da Mata/PE na noite de 10 de dezembro de 2016.
O policial tinha 52 anos de idade e foi morto com três tiros quando estava pintando uma casa.
O acusado se aproximou e disparou.
Nada foi roubado.
(Redação com informações da 11ªDSPC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário