sexta-feira, 24 de novembro de 2017

SECRETÁRIO TACHA CRÍTICOS DE “PRÍNCIPES E PRINCESINHAS” E DIZ QUE FORMADORES DE OPINIÃO TÊM INCOMPETÊNCIA INTELECTUAL. SAIBA OS MOTIVOS

O secretário de Planejamento e Gestão do Município, André Agra, soltou um desabafo – segundo ele mesmo admitiu – durante a audiência pública do orçamento na tarde desta quinta-feira  (23/11) na Câmara Municipal de Campina Grande, ao reagir a críticas às mudanças operadas no trânsito da avenida Manoel Tavares.

Segundo André, qualquer ação do governo que implique alterações na rotina da cidade e afete de alguma maneira determinados segmentos – sobretudo ligados à elite – é objeto de críticas cerradas.
Estou só imaginando agora quando a gente começar a implantar o planejamento estratégico ‘Campina 2035’. A gente vai mexer em paradigmas e culturas antigas, que precisam se render às necessidades de uma cidade mais igualitária”, ponderou.
Logo em seguida, subiu o tom e fez disparos pesados (pesados demais, por sinal) contra os críticos.
Se todo príncipe e princesinha de Campina Grande se afetar por ter que andar um pouquinho mais ou parar um pouquinho mais no sinal, ou ter que fazer um investimento maior para o seu estabelecimento ficar mais acessível, ou melhor, para as pessoas, a gente vai entrar num processo de involução”, afirmou.
O auxiliar municipal, contudo, não parou por aí.
A gente fica de certa forma afetado pela incompetência técnica e intelectual e da falta de visão do público de grande parte dos formadores de opinião da cidade”, declarou, admitindo saber “de todas as repercussões” de sua fala.
A gente precisa de uma gestão eficiente, em que o partidarismo exagerado e ansioso não contamine uma gestão que busca melhores resultados para o todo”, ainda acrescentou.
"TAPA NA CARA"
O duríssimo comentário de André Agra, além de atingir uma parcela enorme da população, que tem criticado as mudanças na Avenida Manoel Tavares, alcançou também entidades como a CDL e, como quem fala de corda em casa de enforcado, a própria Câmara Municipal onde se encontrava o secretário.
Acontece que no dia anterior, durante a sessão ordinária, vereadores apresentaram reclamações quanto às medidas implementadas naquela avenida.
Não por acaso, o que se comenta nos corredores é que há parlamentares furibundos com o teor das declarações do secretário.
(Por Lenildo Ferreira: www.teneldoferreira.com.br)

2 comentários:

  1. A verdade dói nos coxinhas da Grande Rainha da Borborema
    Se quer crescimento e desenvolvimento tem que a ver mudanças na mobilidade da cidade.

    ResponderExcluir
  2. Um dos maiores obstáculos pra Campina se desenvolver efetivamente é a cabeça provinciana de boa parte da população. A cidade cresce e a mentalidade do pessoal funciona como se vivêssemos numa cidadezinha nos cafundós. Muitos exemplos... No trânsito, em opiniões descabidas em rádios, em parte desses vereadores que é oportunista e fala o que o povo quer ouvir. Uma fração considerável desse "formadores de opinião" daqui não sabem nem falar, que dirá, expressar-se de forma justa e abordando aspectos técnicos.

    ResponderExcluir