terça-feira, 5 de dezembro de 2017

DEPUTADA GOVERNISTA DIZ QUE A POPULAÇÃO PARAIBANA TEM MEDO DA POLÍCIA; VEREADOR CAMPINENSE SAI EM DEFESA DA CATEGORIA E PROPÕE VOTO DE REPÚDIO

O vereador Sargento Neto (PRTB) vai propor um voto de repúdio na Casa de Félix Araújo contra a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) que em pronunciamento na assembleia legislativa disse que a população paraibana se sente mais acuada do que protegida com a presença da polícia.

Estela declarou que a população está desencantada com a polícia e exortou a corporação a recuperar sua imagem.
A deputada governista fez essa afirmação na manhã desta terça-feira (05/12) por ocasião de uma sessão repleta de policiais civis que foram a casa cobrar mudanças no projeto que disciplina as progressões da categoria.
Estela é presidente da Comissão de Constituição e Justiça.
Ela foi infeliz! Foram comentários infelizes. Ela não aprendeu na sua formação distinguir o que é certo e o que é errado. Ela precisa rever os seus conceitos como cidadã. No local onde existem situações de violência e que pessoas não querem a presença da polícia militar, com certeza naquele local está reinando o tráfico. São essas pessoas que não querem a polícia presente. A população paraibana se sente mais segura com a presença da polícia e não acuada como disse a deputada. Quem deve se sentir acuada é a bandidagem; é quem cometeu o crime ou quem vai cometer o crime”, repudiou o Sargento Neto em contato com o www.renatodiniz.com.
POR QUE ELA NÃO FOI PROCURAR UM SUPER-HERÓI?
Neto lembrou um episódio em que a deputada se envolveu.
A deputada, por exemplo, já precisou da polícia num evento do partido dela, o PSB. Todos lembram que houve uma confusão generalizada e ela foi para a delegacia. Se ela sente acuada ou constrangida com a presença da polícia por que ela não foi procurar o ‘Batman ou outro super-herói?’”.

O vereador conclui dizendo que “foi um comentário infeliz e vamos propor a câmara municipal de Campina Grande um voto de repúdio por causas dessas afirmações absurdas. Esse sentimento de medo da polícia, de constrangimento, de acuação, são sentimentos de pessoas que cometeram ou vão cometer crimes. O cidadão de bem tem a sensação de segurança com a presença da polícia. Tenha certeza de que todas as pessoas que compõem as forças de segurança, em todas as suas esferas condenaram este comentário infeliz de uma representante da sociedade”.
O QUE DISSE ESTELA:

Quando eu era pequena, todo mundo dizia assim: ‘eu quero ser polícia, como ser polícia fosse também ser herói’. E hoje você não vê mais esse sentimento da população com relação à polícia. Ainda se vê com relação aos bombeiros, mas (não) com relação à polícia. Muitas vezes a gente quando a chega em uma situação que tem polícia, não só pela situação de violência, mas a gente se afasta amedrontado com a violência e às vezes até com a postura da própria polícia. Digo isso com a tranquilidade de quem transita nas comunidades mais vulneráveis desta cidade. Muitos trabalhadores e trabalhadoras que ali estão (nas comunidades) se sentem mais acuados que protegidos com a presença da polícia. Essa é uma missão que todos nós, e principalmente vocês, precisam restaurar, que é a imagem da polícia para a sociedade”. 

3 comentários:

  1. Sempre quer esta na mídia
    Pra dizer que e trabalhador e honesto.

    E mais fácil a água do mar ficar doce

    Do que achar um político honesto

    TODOS so entram com intuito
    De roubar

    A Comunidade que se foda.

    ResponderExcluir
  2. Em parte a deputada está certa, alguns policiais não tem preparo e nem educação para abordar seja um suspeito, seja um cidadão de bem... tem muitos policiais arrogantes se acham Machões e na hora de fiscalizar algo não tem EDUCAÇÃO...trata como se o cara fosse bandido... INFELIZMENTE NÓS ESTAMOS PERDIDOS DE UM LADO A BANDIDAGEM QUE TOMA CONTA, DO OUTRO AS FORCAS POLICIAIS QUE NAO DÃO BONS EXEMPLOS E ALGUNS SE ENVOlVEM até no crime, para subir na vida.

    ResponderExcluir
  3. Tem muitos policiais que se acham Machões na hora de abordar um cidadão de bem, queria ver se os mesmos seria Machões na hora de enfrentar os bandidos que explodem bancos...pelo contrário muitos ficam escondidos com medo.

    ResponderExcluir