sábado, 16 de dezembro de 2017

PC PRENDE EM FLAGRANTE ACUSADO DE MATAR FUNCIONÁRIO DO DETRAN

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos/Campina Grande prenderam em situação de flagrante o acusado de assassinar por asfixia o funcionário do DETRAN Florentino Batista de Albuquerque.

O corpo de Floro foi encontrado dentro do apartamento onde morava, no Residencial Santa Bárbara, no Bairro Santa Rosa, em Campina, na manhã da quinta-feira (14/12).
(Floro: vítima)
O acusado, Sueliton Souto, de 22 anos, confessou o crime durante depoimento ao delegado Cristiano Santana e equipe.
Ele disse que surtou.
A prisão dele aconteceu no final da manhã desta sexta (15).
Cristiano Santana conversou com o www.renatodiniz.com sobre as investigações.
Desde o início que a polícia civil tomou conhecimento do caso e a partir do momento em que foi constatado a subtração de dinheiro e alguns objetos, que o caso ficou com a DRF. Conseguimos coletar imagens de câmeras no entorno do residencial. Uma das imagens mostra vítima e acusado saindo do prédio e se dirigindo a um comércio para comprar uma carteira de cigarros. Isso foi crucial! Neste estabelecimento conseguimos imagens de alta resolução onde se via claramente as características do acusado. Com base nestas imagens, que foram extraídas, começamos a diligenciar tentando a identificação do acusado (o que foi obtida ainda na quinta,14)”, informou Santana.
(Acusado confessou o crime)
O delegado continuou dizendo que “na manhã desta sexta-feira nossa equipe conseguiu localizar e prender o Suéliton no Residencial Vila Nova da Rainha II. Ele estava no apartamento da mãe dele e foi dada ‘voz de prisão’. De início ele negou participação, mas logo em seguida confessou contando detalhes.
Sobre a confissão do acusado, contou o delegado: “ele disse que estavam bebendo, acabou o cigarro e foram ao comércio. Retornaram, continuaram a beber e mantiveram relações. O interrogado afirmou que de repente teve um surto (é o que ele justifica), deu uma gravata na vítima e utilizou ainda uma toalha para fazer pressão no pescoço provocando a morte por asfixia”.
Floro teve a carteira com dinheiro e um celular roubados.
Para deixar o prédio, o acusado usou o carro da vítima que foi encontrado ainda na quinta no Bairro Bodocongó.
O CASO
Florentino Batista Albuquerque, de 56 anos, funcionário do DETRAN, foi encontrado morto dentro do apartamento onde morava, no Residencial Santa Bárbara, Bairro Santa Rosa, em Campina Grande, na manhã da quinta-feira.
O IPC, após exames, informou que a morte foi por asfixia.
A vítima estava despida e o assassino usou uma toalha para sufocá-la.
O suspeito foi visto entrando no prédio com Florentino.
Não havia marcas de ferimentos por objetos perfuro cortantes como se especulou na cidade.
Floro, como era conhecido, morava sozinho, e gozava de um ciclo de amizade muito grande.
O corpo foi encontrado por amigos.
O carro dele (um HB20) não foi localizado na garagem, mas no início da tarde encontraram em uma das ruas do Bairro Bodocongó.

4 comentários:

  1. É, leks assim, carentes e com carinha de safado atraem muitas bibas. Doido é quem tem coragem de levar esse tipo de gente pra dentro de casa. É pedir pra morrer.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Latrocída isso que ele é.Matou o rapaz pra levar os bens dele.
    No mínimo 30 anos de cadeia nesse bandido covarde,em regime fechado.

    ResponderExcluir