quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

BISPO DE CAMPINA GRANDE COBRA MAIS SEGURANÇA AO GOVERNADOR RICARDO COUTINHO

O bispo diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, disse durante entrevista a TV Borborema/SBT que a cidade precisa de segurança.

A declaração foi feita durante o encerramento do 21º Crescer, evento ocorrido durante o período carnavalesco.
O bispo se referiu a insegurança na cidade quando falava sobre a Campanha da Fraternidade deste ano cujo tema é "Fraternidade e Superação da Violência".
Ao se referir especificamente a cidade, ele foi enfático.
O que eu posso dizer com toda segurança que já experimentei aqui em Campina Grande, por exemplo, nós estamos ao DEUS dará. Infelizmente vocês acompanham, nós acompanhamos pela imprensa, nós precisamos que as autoridades competentes, a começar pelo nosso governador, que olhe um pouco mais para Campina Grande por que está a violência muito grande. E nós vamos intensificar, vamos fazer um trabalho durante essa Campanha da Fraternidade para que a sociedade tome consciência de que nós estamos mergulhados, de que nós não estamos protegidos por aqueles que deveria nos proteger”.
A entrevista foi concedida a repórter Zenaide Ferreira.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. A impressão que tenho é que esse pessoal pensa que Campina é uma ilha... Que vive isolada no Brasil, vivendo uma realidade bem diferente. Uma espécie de Mônaco dentro da França. A violência que vivemos é comum a qualquer cidade do Brasil, basta assistir aos telejornais. Infelizmente a polícia não é onipresente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas a questão levantada não foi essa amigo....
      O que se cobra é mais segurança pra nossa cidade. A desculpa tem sido sempre essa que está violento no Brasil todo. Antes de morar no Brasil, moramos mesmo é em Campina, e quem foi eleito, deve assumir o ônus e o bônus...

      Excluir
  3. Como não??? Todos os pontos colocados acenam para a violência em si e que o governante não teria atenção à cidade. O Brasil é violento e Campina não poderia ser diferente.

    ResponderExcluir
  4. Pense que ricardo Coutinho ta preocupado...

    Ainda mais um bispo cobrando segurança.

    ResponderExcluir
  5. O problema da violência não é falta de policiamento, mas sim falta da justiça fazer sua parte e manter preso os delinquentes..eles fazem e são soltos na mesma hora...aí voltam às ruas pra aterrorizar novamente.

    ResponderExcluir