sábado, 24 de março de 2018

EM CAMPINA: PC PRENDE MULHER ACUSADA DE MATAR DESEMPREGADO E PRENDE ACUSADO DE MATAR MECÂNICO

Policiais da Delegacia de Homicídios em Campina Grande prenderam uma mulher acusada de assassinar um homem no Bairro Bodocongó.

De acordo com o delegado Francisco Assis Silva, a moradora de rua Luciana Silva Guedes, de 40 anos, na noite de 28 de Fevereiro esfaqueou Silvano Brás de Almeida, de 47.
O crime aconteceu no Conjunto Severino Cabral.
Silvano morreu no dia 05 de março no Hospital de Trauma.
O motivo alegado pela acusada seria o fato de “Silvano tê-la desrespeitado”.
Segundo o delegado tudo aconteceu após os envolvidos terem ingerido bebida alcoólica numa calçada nas imediações de uma igreja.
O depoimento de uma testemunha foi fundamental para que o crime fosse esclarecido.
Por ser moradora de rua, informa o policial, Luciana estava sempre em bairros diferentes (da zona oeste a zona leste), mas acabou presa no Centro.
Quando foi presa a mulher confessou o homicídio.
Ela já foi presa por furto e o delegado Francisco Assis Silva acrescentou que  Luciana tem histórico de ter “furado” outras pessoas.
ACUSADO DE MATAR MECÂNICO NO JOSÉ PINHEIRO
Policiais da DH e DRF cumpriram um Mandado de Prisão contra Waldener Abrantes, acusado da morte de Edinaldo dos Santos Silva.
O homicídio ocorreu na manhã de 16 de julho do ano passado na frente da casa da vítima, localizada no Bairro José Pinheiro.
Segundo informações da delegada Ellen Maria, o acusado já havia atirado contra a vítima em janeiro, também do ano passado, “chegando a pedir desculpas pelo fato logo após, porém em julho novamente agiu e consumou o homicídio”.
O motivo do crime, segundo as investigações, teria sido uma discussão por causa de um animal pertencente ao Waldener.
O CRIME
(Edinaldo dos Santos)
O mecânico de bicicletas Edinaldo dos Santos Silva, de 33 anos de idade, foi assassinado por volta das 07h15 na Rua Canhotinho.
O crime ocorreu quando Edinaldo saiu da casa dele para cuidar dos pássaros.
Ao chegar a calçada ele foi atingido com três tiros na cabeça, todos na altura do ouvido.
A morte foi imediata.
A PM obteve a informação de que foram ouvidos barulhos de uma moto e depois os disparos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário