sábado, 3 de março de 2018

“OPERAÇÃO MARIA BONITA” COLOCA 13 ATRÁS DAS GRADES; BANDO É ACUSADO DE ENVOLVIMENTO COM EXPLOSÕES E TRÁFICO


Uma operação conjunta das polícias militar e civil na manhã desta sexta-feira (02/01) terminou com a prisão de uma quadrilha acusada de roubo a bancos no Sertão da Paraíba.

Dez adultos foram presos e três adolescentes foram apreendidos mediante Mandados de Prisão e de Busca e Apreensão.
De acordo com o delegado seccional Ilamilton Simplício (19ªDSPC) o bando era comandado por uma mulher de 28 anos que é acusada de arregimentar pessoal para explosões e assaltos a bancos no interior do estado.
O tenente Feitosa, comandante da ROTAM/14ºBPM, contou que o grupo teria alugado uma casa no Conjunto Luan Gadelha, local de onde planejava os assaltos.
As armas e os grampos usados nos assaltos eram escondidos sítio “Conceição”, em Sousa.
As informações apontam que os acusados planejavam realizar assalto a um banco da região de Sousa neste final de semana.
Carros e motos também foram apreendidos.
A operação foi intitulada "Maria Bonita" em virtude do grupo ser liderado por uma mulher.
RESULTADO
Dez pessoas foram presas e três adolescentes apreendidos.
Sete armas de fogo apreendidas, entre fuzil, revólveres e pistola.
580g de crack foram apreendidos.
Um colete balístico
Duas balanças eletrônicas
Munições
Cinco baldes de grampos entre outros.
OS PRESOS
Raimundo Rodrigues da Silva, 39; José Emerson Pereira de Sousa, 38; André Simeão da Silva, 19; Nelson Luís do Nascimento, 19; Edvaldo Andrade de Sousa, 36; Maria Débora Fernandes, 34, e o filho dela, Erli Fernandes, 20; e a líder da quadrilha, Rafaela Fernandes Marcolino, 28, juntamente com os dois irmãos (Cícero da Silva, de 19 anos, e Francenildo Fernandes, de 34).
(Com informações do Repórter PB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário