quarta-feira, 20 de junho de 2018

MORTE DE APOSENTADO: POLÍCIA CIVIL NA CAÇA AOS ASSASSINOS


O Núcleo de Homicídios em Esperança, responsável pela investigação da morte do agricultor aposentado José Amorim de Oliveira, ocorrida no início da manhã da segunda-feira (18/06), tem procurando incessantemente pistas dos assassinos.

A afirmação é do delegado Danilo Orengo, seccional da 12ªDelegacia.
O crime ocorreu na chácara localizada da vítima localizada na Avenida Frei Damião, no Bairro Baixa Verde, em Remígio.
O delegado Jorge Luiz é o responsável pelo caso.
Muitas informações têm chegado ao policial e a equipe dele.
Todas as informações estamos checando de maneira minuciosa e analisando tudo. Temos notícias de que é os assassinos estavam atrás de dinheiro, pois a vítima teria contraído um empréstimo, bem como atrás de supostas armas”, disse Jorge Luiz ao www.renatodiniz.com.
O CRIME

Quatro bandidos, entre eles uma mulher, assassinaram o agricultor aposentado José Amorim, conhecido como “Zé Gago” de 79 anos de idade por volta das 05h00 da segunda-feira.
Ele foi morto por asfixia, mas antes os ladrões o amarraram e colocaram um saco plástico na cabeça dele.
Eles roubaram vários objetos, deixaram a residência toda bagunçada e fugiram num veículo Gol da família da vítima.
Além de “Zé Gago”, estavam na casa a mulher dele e a filha que também foi amarrada.
Os assaltantes pularam um muro e passaram cerca de 40 minutos na chácara.
O carro foi encontrado no sítio “Lajedo do Tetéu”.
Após saírem da residência, a filha de José Amorim conseguiu se desamarrar e foi procurá-lo pelo terreno.
Ela disse que depois de bastante tempo o localizou numa cocheira com os pés e mãos amarrados, coberto com capim, com um saco na cabeça e um “pedaço de pano” envolto ao pescoço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário