sábado, 21 de março de 2015

EM CAMPINA: LADRÕES ASSALTAM AGÊNCIA DOS CORREIOS E ARROMBAM CASA LOTÉRICA

Por volta das 15h30 desta sexta-feira (21/03) dois homens armados assaltaram a agência dos correios na Rua Aprígio Veloso, no Bairro Bodocongó, em Campina Grande.
No momento estavam dois funcionários de 40 e 52 anos, além de um cliente.
A dupla roubou todo dinheiro que havia no cofre, três celulares, um relógio e um colar de ouro.
Os ladrões fugiram com destino ao Bairro Pedregal.
O valor roubado não foi informado.
Já na madruga deste sábado (21), às 03h30, uma casa lotérica localizada na Avenida Juscelino Kubitschek, no Bairro Presidente Médici, foi arrombada por quatro homens encapuzados.

SERVENTE DE PEDREIRO É PRESO TENTANDO JOGAR DROGA E CELULARES NO SERROTÃO; EM JOÃO PESSOA DETENTOS SE PREPARAVAM PARA UMA "GUERRA"

Um “servente de pedreiro” foi preso pela polícia militar quando tentava arremessar para dentro da Penitenciária Regional do Serrotão, em Campina Grande, 17 celulares, 27 baterias de celular, 02 cartões de memoria, 19 fones de ouvido, 08 carregadores, 01 chip, 03 frascos de acetona e 200g de maconha.
O flagrante aconteceu por volta das 08h30 desta sexta-feira (20/03)
O sargento Pontes, que estava em uma das guaritas, percebeu o “tremendo esforço” do acusado, de 21 anos, tentando lançar uma sacola para dentro da penitenciária.

MERCADINHO ASSALTADO 17 VEZES EM TRÊS ANOS

Um mercadinho localizado na Avenida José Martins de Andrade, no Bairro Santa Rosa, em Campina Grande, já foi assaltado 17 vezes em três anos.
A última visita indesejada aconteceu na tarde da quinta-feira (19/03) quando dois assaltantes invadiram o estabelecimento e levaram uma quantia que havia no caixa, além de algumas mercadorias.
Policiais da ROTAM empreenderam diligências e na Rua Minas Gerais, no Bairro Liberdade, capturaram os acusados.
De acordo com o relatório do CIOP, um deles ainda disparou contra os policiais, no entanto detalhes dessa captura não chegaram ao conhecimento da imprensa.
Eles foram reconhecidos pela vítima.

quinta-feira, 19 de março de 2015

CRIME NO PEDREGAL: “EU NÃO ME ARREPENDO DO QUE FIZ”, DIZ HOMEM QUE MATOU VENDEDOR DE CD

Fábio Lopes Bezerra, “papel”, de 22 anos, assumiu que matou o vendedor de CDs/DVs Marinaldo da Silva, de 33 anos, na tarde desta quarta-feira (18/03) na Rua São Francisco, no Bairro Pedregal, em Campina Grande.
O crime aconteceu por volta das 18h00.
Marinaldo foi morto com dois tiros de espingarda calibre “20” (um na cabeça e outro nas costas).
O suspeito foi preso minutos depois, em casa, pela PM.
De acordo com investigações das polícias civil e militar, Fábio “papel” descobriu que a mulher dele teria sido vítima de violência sexual por parte de Marinaldo, algum tempo atrás, mas sempre suportou a situação.

LADRÕES INVADEM ÔNIBUS, AMEAÇAM ESTUDANTES E REALIZAM ARRASTÃO; DUPLA OBRIGOU ALUNA A RECOLHER CELULARES DOS COLEGAS


Por volta das 13h00 desta quinta-feira (19/03) um ônibus de estudantes da prefeitura de Fagundes, na grande Campina, foi invadido por bandidos
  armados de revólveres que roubaram aproximadamente 20 celulares.
De acordo com o motorista, o veículo seguia com os alunos entre Fagundes e Queimadas, e próximo à comunidade “Mãe Joana” dois homens deram com a mão “como se tivesse acontecido algo na estrada”.
Quando motorista parou, os ladrões invadiram o veículo e anunciaram o assalto.
A dupla de covardes ordenou que uma aluna recolhesse os pertences dos colegas.

HOMEM DE 30 ANOS ASSASSINADO A TIROS

Danilo Silva Quaresma, 30 anos, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (19/03) em um matagal do Bairro Mutirão, nas proximidades do Colégio Maria Luzia, em Alagoa Nova, no Brejo.
Ele era casado e morreu vítima de disparo de arma de fogo.
Também havia, segundo a polícia militar, marcas de agressão física no corpo.
O delegado Cláudio Manoel, do Núcleo de Homicídios em Esperança, investiga o crime.

JOVEM RECEBE AMEAÇA DE MORTE, VAI PRESTAR “QUEIXA” NA POLÍCIA E MINUTOS DEPOIS ACABA ASSASSINADO NA RUA DA DELEGACIA

(ATUALIZADA)
Um homem foi morto após prestar queixa contra os seus supostos assassinos.
Ele morava no Bairro da Vila em Queimadas, na grande Campina.
Tudo começou por volta das 17h00 desta quarta-feira (18/03), quando o pedreiro Josué Marques de Souza, de 23 anos, foi ameaçado de morte por dois homens que estavam num veículo Gol de cor branca.
Eles chegaram em frente a casa de Josué, o chamaram e um deles, armado com uma pistola, o ameaçou de morte.