Menu

domingo, 22 de março de 2015

“EU QUERO O ASSASSINO DO MEU FILHO NA CADEIA”, DIZ MÃE DE ADOLESCENTE ASSASSINADO EM CASA DE SHOW

Na manhã deste sábado (21/03) familiares e amigos do adolescente José Joelson da Silva realizaram uma manifestação em frente à casa de shows Mastodonte, na comunidade Lagoa de Dentro, em Campina Grande/Puxinanã.
Joelson foi morto com golpes de faca no momento em que ocorria a apresentação de uma atração.
O crime aconteceu na madrugada de 03 de agosto do ano passado.
Eles protestaram contra a morosidade da justiça, pois até agora ninguém foi preso.

O delegado Cláudio Manoel, do Núcleo de Homicídios em Esperança, concluiu o inquérito, mandou para a justiça e solicitou o indiciamento do autor com pedido de preventiva.
Faz quase cinco meses que o caso está com a justiça na comarca de Pocinhos já que o local onde ocorreu o crime pertence a Puxinanã.
“Eu quero uma resposta. Eu preciso que alguém me diga o que está havendo. Eu preciso do apoio da sociedade. Eu não vou ter meu filho de volta. Mas eu quero justiça”, disse a mãe de Joelson.
O CRIME
Joelson foi esfaqueado dentro da casa de show Mastodonte, na comunidade Lagoa de Dentro, na madrugada do domingo (03/08/2014) durante a realização de uma festa.
A vítima morava na comunidade São Januário, no Bairro Bodocongó.
De acordo com a polícia ocorreram três confusões e além de José Joelson, que foi assassinado, mais quatro pessoas foram feridas com golpes de faca.
O garoto foi vítima de uma covardia.
De acordo com um tio, jogaram cerveja no rosto dele e ele procurou saber quem jogou.
Cercaram a vítima e esfaquearam.
José Joelson fazia um curso no SENAI em Campina Grande e estudava na Escola Estadual Irmã Joaquina Sampaio.
Ele era o “mais velho” da família.
Deixou um irmão de oito anos e uma irmã de 12.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário