POLÍCIA ESCLARECE CRIME EM QUEIMADAS E PRENDE UM ENVOLVIDO

*Vítima, segundo a PC, urinou em via pública e esfaqueou duas pessoas
Foi preso em Queimadas numa ação das polícias civil (11ªDSPC) e militar (3ªCIPM) um dos acusados da morte de José Ramos Nunes Souza, de 50 anos de idade.

NOVO SUPERINTENDENTE DA PRF NA PARAÍBA TOMA POSSE

O novo superintende da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba tomou posse na manhã desta terça-feira (07/05).

PC PRENDE ACUSADO DE ASSASSINATO EM CAMPINA

Policiais da Delegacia de Homicídios de Campina Grande cumpriram um Mandado de Prisão Preventiva expedido pela 2ºTribunal do Júri  contra um acusado de assassinato em 2017.

HOSPITAL DE POCINHOS RECEBE NOVOS LEITOS

O Hospital e Maternidade Doutor Antônio Luiz Coutinho, na cidade de Pocinhos, recebeu novos leitos nesta segunda-feira (06/05).

ATIRADOR ESPORTIVO E COLECIONADOR PODERÁ TRANSPORTAR ARMA CARREGADA, DIZ BOLSONARO


O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quarta-feira (07/05) um decreto para alterar as regras sobre o uso de armas e munições.
O decreto foi assinado em uma cerimônia no Palácio do Planalto.

LADRÕES REALIZAM ARRASTÃO EM ÔNIBUS DE ESTUDANTES


Quatro bandidos assaltaram estudantes da cidade de Esperança na noite desta terça-feira (06/05), no Bairro Itararé, em Campina Grande.

JUSTIÇA BARRA COMPRA DE BANQUETE COM LAGOSTA E VINHOS PARA O STF

A juíza federal Solange Salgado, do Distrito Federal, decidiu nesta segunda-feira (06/05) suspender a compra pelo STF (Supremo Tribunal Federal) de medalhões de lagosta e vinhos importados para as refeições servidas aos integrantes da Corte e convidados.

BOLSONARO DIZ QUE META É IMPLANTAR UM COLÉGIO MILITAR EM CADA CAPITAL

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender nesta segunda-feira (06/05) a construção de colégios militares e disse que a meta do atual governo é implantar um em cada capital do país. 

MORO PEDE QUE EMPRESÁRIOS DEEM OPORTUNIDADE DE TRABALHO A PRESOS

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu, hoje (6), que as empresas brasileiras contratem pessoas que cumprem pena ou que deixaram o sistema prisional.