Menu

quinta-feira, 26 de março de 2015

POLÍCIA PRENDE COMERCIANTES ACUSADOS DE ASSASSINAR JOVEM EM RUA DA DELEGACIA E DO FÓRUM; VÍDEO MOSTRA ARMA DO CRIME ESCONDIDA NO TETO DA CASA DOS ENVOLVIDOS

VEJA O VÍDEO DO MOMENTO EM QUE OS POLICIAIS ENCONTRARAM A ARMA DO CRIME
video

Os comerciantes Jonas Luís Pereira Barreto e Adeilto Pereira da Silva foram presos na tarde desta quarta-feira (25/03) acusados da morte de Josué Marques de Souza, de 23 anos.
O crime aconteceu na quarta-feira (18) da semana passada, em Queimadas, na grande Campina, na rua onde ficam localizados o Fórum, a Cadeia Pública e a delegacia da cidade.
(Adeilto Pereira)
Jonas e Adeilto foram presos mediante um Mandado Judicial e  o Núcleo de Homicídios em Queimadas, comandado do delegado Ramirez São Pedro, cumpriu a determinação da justiça.

Os acusados alegaram inicialmente que não tinham nada a ver com o caso, porém investigações continuadas e testemunhais  colocaram por “água abaixo” a negativa de autoria.
(Jonas Luís)
Na tarde do ocorrido Jonas confessou, segundo a polícia, que dirigia o carro e Adeilto efetuou os disparos de pistola que atingiram Josué.
A arma utilizada foi encontrada na casa onde os dois acusados moram, escondida no teto onde fica fixado um suporte de uma luminária.
Um agente afastou a lâmpada e encontrou a pistola.
COMO FOI O CRIME

Josué foi morto após prestar queixa contra os seus supostos assassinos.
Ele morava no Bairro da Vila, em Queimadas.
Por volta das 17h00 da quarta-feira (18) a vítima foi ameaçada de morte por dois homens que estavam num veículo de cor branca.
Eles chegaram em frente a um ginásio de esportes e avistaram Josué. 
Um deles, armado com uma pistola, ameaçou o rapaz de morte e ele foi direto para a delegacia denunciar.
Quando saiu da delegacia os dois homens, já em outro carro de outra cor e marca, o aguardavam.
Um dos ocupantes  atirou acertando a vítima com três disparos.
Ele foi socorrido para o Hospital de Trauma, em Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos.
Segundo os pais, a vítima era usuária de droga.
O motivo do crime teria sido o furto de objetos de uma oficina que pertence a um irmão de Jonas Luís.
De acordo com a polícia, os acusados culparam Josué pelofurto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário