Menu

segunda-feira, 11 de abril de 2016

PC ESCLARECE PRISÕES OCORRIDAS EM REMÍGIO; DOIS SÃO ACUSADOS DE ENVOLVIMENTO COM EXPLOSÕES E ARROMBAMENTOS DE COFRES

Na manhã desta segunda-feira (11/04) a polícia civil esclareceu o motivo das prisões de Valmir de Lima Santos e Ronaldo Pereira Batista ocorridas no sábado (09) em Remígio.
Em poder deles a polícia encontrou um cilindro de gás, botijões de gás, um revólver, munições, alavanca, foice, alicate de pressão, equipamentos para adulteração de chassi e documentos de veículos em branco.

Eles são acusados de envolvimento em explosões e arrombamentos de caixas eletrônicos e cofres dos correios.

Os dois presos negaram o crime.
Por sua vez o delegado Cristiano Santana (DRF/Campina Grande) informou que eles fazem parte de um grupo bando que atua na região do Brejo e Curimataú.
“Havia alguns meses que estávamos investigando as ações do bando. Tem mais gente envolvida e estamos procurando”.
Ainda, segundo o delegado, a PF já está agindo no caso, pois envolve crimes contra os Correios.
Durante as prisões houve troca de tiros com a polícia civil.
Josinaldo Alves dos Santos “pimbinha”, de 28 anos, um dos acusados acabou morto.
A polícia investiga também o envolvimento deles num latrocínio e num furto em Algodão de Jandaíra, na madrugada da quinta-feira (07).
“Os ladrões que furtaram os botijões de gás de um depósito na cidade foram os mesmos que mataram o comerciante (Lourival José da Costa) e feriram o genro dele”, disse o delegado Henry Fábio (Seccional de Esperança).
O policial acrescentou que “eles agiram por volta das 02h00 no depósito de gás e uma hora depois agiram na casa do comerciante”.
Foram recuperados 20 botijões de gás.  

Sobre este caso de Algodão, os presos também negaram envolvimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário