terça-feira, 24 de janeiro de 2017

MEIA-NOITE VIOLENTA PARA DOIS TAXISTAS EM CAMPINA; UM DELES FOI VÍTIMA DE SEQUESTRO RELÂMPAGO

Dois taxistas em Campina Grande terminaram a segunda-feira (23/01) passando por momentos de terror na mão de bandidos.
Um foi vítima de sequestro relâmpago e outro teve o veículo roubado.

Os crimes ocorreram por volta da meia-noite.
No Bairro Jardim Paulistano dois assaltantes de armas em punho abordaram W.M.S e sob forte ameaça tomaram-lhe um veículo Sandero.
Às 07h30 desta terça (24) o carro foi encontrado na Rua Amazonas, no Bairro Liberdade, ainda com as chaves na ignição.
Já um jovem taxista de 27 anos, morador de Bodocongó, foi torturado psicologicamente na mão de outros bandidos durante um sequestro relâmpago.
Um casal solicitou uma corrida do Bairro São José até um motel na Avenida Assis Chateaubriand, no Tambor, e nas imediações anunciou o assalto.
O taxista foi obrigado a seguir até a termelétrica, em Catolé de Zé Ferreira, entre Campina Grande e Queimadas.
A agonia e apreensão tomaram conta dos colegas do rapaz, pois o serviço de rádio táxi não conseguia contatá-lo.
A polícia foi acionada e iniciou às buscas.
Após algum tempo o taxista entrou em contato com a central de rádio e disse que estava num posto de combustíveis desativado na Alça Sudoeste
Ele contou que quando chegou às proximidades da termelétrica já havia dois comparsas do casal em um Fiat Uno de cor branca.
Os ladrões roubaram cinco pneus, maquineta de cartão de crédito, celular, toca CD, entre outros.
A mulher parecia uma víbora e a todo o momento exigia que os comparsas matassem o taxista.
Eles não obedeceram e mandaram a vítima embora.
O carro foi recuperado.

Um comentário:

  1. Esses bandidos são vermes covardes. O povo tem que pressionar os deputados e senadores para acabar de vez com o desarmamento. É fazer curso de tiro e criar grupos de caça a esses vermes.

    ResponderExcluir