segunda-feira, 24 de julho de 2017

MORTE DE SARGENTO: DEPUTADO CABO SÉRGIO RAFAEL PEDE MUDANÇAS NAS LEIS BRASILEIRAS

O deputado Cabo Sérgio Rafael emitiu nota sobre mais uma morte de policial no estado da Paraíba.
Preocupado com fragilidade da lei que praticamente em muitos casos não pune os criminosos, o deputado faz um série de cobranças legítimas a quem de direito.

A nota de Sérgio se refere a morte do sargento J. Gomes, assassinado na madrugada do domingo (23/07) em Coremas, no Sertão.
É com profunda consternação que recebemos neste domingo a informação de que o sargento J. Gomes foi covardemente assassinado na cidade de Coremas. Segundo as informações, o assassino já foi preso, o que mostra a competência na nossa polícia, mas há informes também de que o provável assassino já estaria respondendo por dois outros homicídios. É preciso que nossos legisladores federais revejam nossas Leis. O Código Penal já não corresponde mais às necessidades da nossa sociedade”, enfatiza o parlamentar.
(Sargento J. Gomes)
O deputado também pergunta: “Como pode um indivíduo, que de forma covarde e cruel, tira a vida de um cidadão neste país e responde o processo em liberdade? Mesmo sendo apontado como envolvido em outros dois crimes dessa natureza, esse criminoso continuava a delinquir sem que fosse dado um basta nessa sequência de crimes. Em sendo verdade as acusações dos outros delitos, quantos homens e mulheres terão que morrer para que esse tipo de pessoa possa ficar preso? Nossas polícias estão de mãos atadas, sem força para combater o crime e proporcionar a proteção que a sociedade tanto precisa e merece”.
Por fim o deputado deixou mais uma indagação em forma de  desabafo.
Quando foi para os nossos senadores e deputados federais revogarem os direitos trabalhistas do nosso povo, em poucos dias fizeram uma nova Lei. Por que para mudar e enrijecer nosso Código Penal eles não têm o mesmo interesse? Nosso Brasil precisa urgentemente ser passado a limpo! Caso contrário, amargaremos essa eterna sensação de impunidade que ocasiona mais e mais crimes todos os dias”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário