terça-feira, 22 de abril de 2014

LADRÕES ROUBAM CARGA AVALIADA EM “130 MIL REAIS”; MOTORISTA FOI AMARRADO E DEIXADO EM UM MATAGAL

 
Por volta das 16h00 desta segunda-feira (21/04), ladrões em um carro de cor preta (marca não identificada), interceptaram um caminhão no Centro de Juazeirinho, no Cariri paraibano, e anunciaram um assalto.
Dois bandidos desceram do veículo armados com revólveres renderam o condutor César Ricardo Serafim Lira, de 37 anos, que foi obrigado a dirigir o caminhão para um local indicado pelos bandidos.
No trajeto, eles retiraram o motorista, colocaram em outro carro e circularam por várias horas para roubar o caminhão com uma carga de cerâmica e pias avaliada em “130 mil reais”.
Em seguida, já na madrugada desta terça-feira (22), amarraram a vítima e a abandonaram em um matagal às margens da BR 230 (entre Juazeirinho e Soledade).
César Ricardo conseguiu se soltar pela manhã e deparou-se, na BR, com uma guarnição de Soledade, a quem relatou o ocorrido.
Os ladrões e a carga não foram encontrados, mas o caminhão foi localizado no posto de combustíveis Jerusalém, em Junco do Seridó.
O vigilante disse que ele foi estacionado por volta das 02h30 e o condutor entrou numa Hilux de cor prata que estava esperando.
A vítima mora no bairro Varadouro, em João Pessoa.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

ALBERGADO É ENCONTRADO MORTO EM CAMPINA GRANDE

 
O corpo do presidiário do regime semiaberto, Gilvan Heleno Barbosa, tinha 42 anos, foi encontrado, por adolescentes, na tarde desta segunda-feira (21/04) em um matagal no sítio Estreito em Campina Grande.
Ele estava desaparecido havia 09 dias.
Gilvan era alcoólatra, bebia todos os dias e estava depressivo, segundo familiares.
A causa da morte ainda não foi determinada.
Ele foi condenado a 19 anos de prisão por prática de assassinato e cumpriu nove no regime fechado.

É OFICIAL: NÚMERO DE HOMICÍDIOS EM CAMPINA GRANDE, EM 2014, É DE 55; MESMO ASSIM É MENOR QUE NO MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO

O número de Crimes Violentos Letais Intencionais –CVLI- em Campina Grande, este ano, OFICIALMENTE RECONHECIDO pela polícia militar é de 55 (54 homens e uma mulher), até às 16h30 desta segunda-feira (21/04).
Em janeiro, 17 homicídios; em fevereiro, mais 17; no mês de março, 14; em abril, seis homicídios.
No mesmo período do ano passado, foram registrados 69 homicídios, 14 a mais do que este ano.
Estes dados foram obtidos com exclusividade pelo renatodiniz.com.
O blog renatodiniz.com havia registrado 52 assassinatos, o que está incorreto.
Isto aconteceu em decorrência de que três vítimas morreram no Hospital de Trauma dias após os delitos e naturalmente estes registros, muitas vezes, não chegam ao conhecimento da mídia.
Não houve má fé, desinteresse ou manipulação de números.
Das 55 mortes, 32 são consideradas acertos de contas; nove crimes não têm motivos conhecidos.
Tem também casos passionais e latrocínios.
Três pessoas foram mortas em confronto com a polícia.
47 homicídios foram cometidos com armas de fogo; quatro à pedradas; três com armas brancas (facas) e uma pessoa brigou em um bar, foi empurrada, bateu com a cabeça e acabou morrendo.
Quatro vítimas morreram no Hospital de Trauma.
Entre os mortos, quatro são adolescentes.
Dez vítimas tinham ente 18 e 20 anos.

IDENTIFICADO HOMEM ASSASSINADO NO DISTRITO DOS MECÂNICOS EM CAMPINA GRANDE

 
Foi identificado no Núcleo de Medicina odontologia Legal de Campina Grande o homem assassinado na noite da sexta-feira (18/04), na Rua João Medeiros da Nóbrega, próximo a Cozinha Popular no Distrito dos Mecânicos, por volta das 22h00.
Trata-se de Márcio Silva de Andrade, 26 anos, sem residência fixa.
Ele foi assassinado com seis tiros de pistola (quatro na cabeça, um no abdome e um no braço).
A vítima já havia sido presa por roubo.

HOMICÍDIO NO MARIZ EM CAMPINA GRANDE: JOVEM FOI BALEADO DENTRO DE CASA

 
Franciran Feitosa de Amorim, 25 anos, foi baleado dentro da casa onde morava no Conjunto Mariz, Em Campina Grande e morreu pouco tempo de depois no Hospital de Trauma.
O crime aconteceu por volta das 17h10 deste domingo (20/04).
Testemunhas disseram que quatro homens chegaram à residência chamando por Franciran e quando ele saiu para ver quem era foi recebido à bala.
Os acusados não foram identificados.
O SAMU foi chamado, socorreu para o hospital, mas a vítima acabou morrendo.
Franciran já havia sido preso por tráfico e o crime está ligado às brigas entre facções criminosas do bairro Pedregal, é o que diz a polícia.
Este ano: 52 homicídios no município de Campina Grande.
Acompanhe esta reportagem às 12h30 na Patrulhada Cidade/TV Borborema, desta segunda-feira (20).

sábado, 19 de abril de 2014

LADRÃO FURTA TÁXI E ACABA PRESO PELA POLÍCIA MILITAR

 
Um taxista de 65 anos teve seu veículo furtado quando estava estacionado na Rua Agenor de Vasconcelos no bairro Catolé, Campina Grande, por volta das 17h00, deste sábado (19/04).
Ele conversava com amigos e deixou a chave do carro na ignição.
Um “esperto” apareceu e fugiu com o Meriva.
A polícia militar foi informada e, mais esperta ainda, recuperou o táxi e prendeu João Tomás da Silva Neto, 26 anos, morador do sítio Cacimba de Baixo, em Remígio, no agreste paraibano.
A abordagem da PM aconteceu na Avenida Manoel Tavares no Alto Branco, nas imediações do antigo “Lindão”, às 17h20. 

30 QUILOS DE CRACK E 10 QUILOS DE MACONHA APREENDIDOS; DOIS HOMENS FORAM PRESOS EM CAMPINA

 
Joseilton Costa Luna, 35 anos, motorista alternativo (de Picuí) foi preso no Terminal Rodoviário em Campina Grande, quando se preparava para transportar 30 quilos de crack e 10 quilos de maconha.
Além da droga foram apreendidos um carro, um revólver calibre “38”, balanças de precisão e uma moto.

A prisão aconteceu às 17h30.
Joseilton, não quis “cair sozinho” e levou os policiais até uma casa no bairro Ressurreição.
Lá foi preso João Paulo Azevedo.

Uma mulher, Fernanda Cabral da Silva,  também foi detida.
A operação foi da PF e PM (2ºBPM).