Menu

sexta-feira, 10 de julho de 2015

PRESO NO RIO GRANDE DO NORTE, NUMA PRAIA, ACUSADO DE ATIRAR EM DELEGADO; POLICIAL JÁ RESPIRA SEM AJUDA DE APARELHOS

(Acusado: negou o disparo)
Uma operação conjunta da polícia civil da Paraíba e do Rio Grande do Norte, prendeu na manhã desta sexta-feira (10/07), Ivamar Paiva Barreto.
Ele é suspeito de atirar no delegado Leonardo Machado.
O crime aconteceu em Uiraúna, Sertão paraibano, no dia 13 de junho deste ano.
O acusado foi preso em Ceará-Mirim, na praia de Muriú.
Ivamar estava sozinho, não reagiu a prisão e com ele a polícia encontrou uma espingarda calibre "12".
Em um vídeo de "38 segundos", que  circula nas redes sociais, o acusado nega que tenha efetuado os disparos e acrescentou que não viu quem foi.
ENTENDA O CASO
O delegado Leonardo Machado, de 37 anos, foi baleado em uma praça e, de acordo com a Polícia Civil, o crime teria sido motivado por uma discussão por causa de uma fila de supermercado.
O suspeito já tem passagem pela polícia, disse João Alves, delegado geral da Paraíba.
Segundo as investigações, a vítima discutiu com um homem e, quando saiu do estabelecimento, foi atingido por dois tiros, no abdômen e na cabeça.
(Leonardo: respira sem aparelhos)
“O suspeito saiu da loja, o delegado ficou na fila e quando saiu para encontrar a mulher e os filhos, o homem efetuou dois disparos contra ele”.
Um segundo homem teria ajudado na fuga.
O policial foi socorrido e transferido para João Pessoa, onde permanece internado, mas já respira sem ajuda de aparelhos.
A motivação do crime foi banal.
"Uma discussão entre o delegado e a pessoa que o atingiu, segundo informações do dono da loja, por causa da fila: um passou na frente do outro", afirmou João Alves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário