Menu

sexta-feira, 29 de julho de 2016

POLÍCIA PRENDE ACUSADO DE ESTUPRAR TRÊS MULHERES EM CAMPINA; ELAS ERAM ESCOLHIDAS NO WHATSAPP COM PROMESSA DE EMPREGO

Paulo Renato, de 30 anos de idade, motorista, casado, morador do Bairro Bodocongó, em Campina Grande, foi preso na noite da quarta-feira (27/07) por uma equipe da Delegacia de Apoio a Mulher acusado de estuprar mulheres na cidade sob a promessa de emprego.

Pelo menos três vítimas afirmaram que ele é o estuprador.
O contato era feito através de mensagens via whatsapp.
Ele se passava por uma mulher para atraí-las.
As vítimas eram levadas para um matagal na Alça Sudoeste.
Os crimes foram motivos de reportagens exclusivas da TV Borborema/SBT.
Durante entrevista coletiva realizada pelas delegadas responsáveis pelo caso, o acusado silenciou.
Já as vítimas do estupro não silenciaram.

“Ele conseguiu chegar até a mim através do whatsapp, oferecendo emprego. Se passava por uma mulher e tinha o cuidado de deixar claro que queria ter a certeza de estar escolhendo uma pessoa certa e responsável. No meu caso eu tinha que cuidar de uma criança. No dia marcado para eu começar a trabalhar um homem chegou numa moto, preocupado e se passando por marido da mulher que me contratou. Eu fui levada para um matagal e estuprada”, disse uma das mulheres moradora da zona oeste.
As delegadas Herta de França e Socorro Fausto da Delegacia Especializa de Apoio a Mulher em Campina Grande, coordenaram as investigações.
“Baseado nos levantamentos, intensificamos as investigações, ouvimos as vítimas, elas o reconheceram. Durante a abordagem e o trajeto, entre o local da prisão dele e a Delegacia da Mulher, ele confessou tudo, porém ao chegar à Delegacia para ser ouvido, na presença do advogado, ele permaneceu em silêncio e resolveu não colaborar mais e só falaria em juízo”, disse a delegada Herta de França.
Já a delegada Maria do Socorro Fausto informou que “uma das vítimas estava grávida. Ele sabia desta condição. E mesmo ela rogando que não fosse estuprada, ele a estuprou e a abandonou num matagal numa distância considerável para a rodovia”.
A policial acrescentou ainda que “tivemos um caso de outra jovem que foi estuprada nas mesmas imediações. Esta foi escolhida ao acaso, uma vez que o acusado fez um contato com uma terceira pessoa e esta pessoa não pôde ir para o encontro, indicando uma amiga. Ele aceitou. Ele realmente se passava por uma pessoa do sexo feminino”.
A delegada concluiu dizendo que “ele apresentava dados que realmente fazia com que a pessoa acreditasse. Conseguia convencer que ele era uma senhora de idade, que tinha um neto, que a filha ia viajar com o esposo... Então havia toda uma artimanha no sentido de conseguir induzir as vítimas que aquilo era realmente uma proposta de trabalho... Além dessas conversas, sempre se passando por mulher, ele pedia a fotografia das vítimas para ‘saber se essa pessoa era real’... As pessoas mandavam uma fotografia... Ele exigia que fosse uma fotografia no banheiro, para saber se realmente era a pessoa com quem ele estava falando...”.
Durante a entrevista coletiva, foram apresentados sete capacetes, uma motocicleta e um celular.
Todos os capacetes foram reconhecidos pelas vítimas.
Ele trocava os capacetes durante as ações, disse a polícia.
COMO A POLÍCIA CHEGOU AO INVESTIGADO
Através de uma intensa investigação a polícia começou a descobrir pistas.
Inicialmente se chegou a um endereço, depois descobriu números de telefones que ele deixava nas redes sociais.
O acusado sempre mudava o perfil (nomes), mas os amigos eram os mesmos, porém com a intensificação das investigações o caso foi afunilando até a descoberta.
Outros detalhes não foram passados.
*Todo o conteúdo dessa matéria tem como base as entrevistas veiculadas na Patrulha da Cidade/TV Borborema, por ocasião da entrevista coletiva realizada na Central de Polícia em Campina Grande.
*Ao acusado, que silenciou diante das câmeras de TV, foram feitas perguntas, mas ele não as respondeu.
*Durante a entrevista coletiva o acusado permaneceu de costas.
*Em nenhum momento ele foi orientado a ficar olhando para as câmeras de TV.
*As fotografias dele, veiculadas nas redes sociais, sites e blogs, foram obtidas justamente nas redes sociais.
(Por www.renatodiniz.com)

5 comentários:

  1. esse lixo ainda é casado ??? esse maníaco estuprador dê uma figa vai virar mulher dê vdd agora na cadeia.vagabundo escroto,covarde desprezível.

    ResponderExcluir
  2. tem quê capa um imfilis desça qualidade.

    ResponderExcluir
  3. tem quê capa um imfilis desça qualidade.

    ResponderExcluir
  4. Tem que matar e pronto.... miserável .

    ResponderExcluir
  5. Tem que matar e pronto.... miserável .

    ResponderExcluir