Menu

terça-feira, 8 de novembro de 2016

CÂMERA DE VIGILÂNCIA MONITORAVA CHEGADA DA POLÍCIA EM BOCA DE FUMO NA ZONA LESTE; PC PRENDE ENVOLVIDOS COM ARRASTÃO E TRÁFICO DE DROGAS

Nesta terça-feira (08/11) policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes apreenderam no Bairro de José Pinheiro uma adolescente de 15 anos.
Com ela os PCs apreenderam pedras de crack.

Na casa onde a garota foi apreendida, os policiais já haviam prendido, no dia 13 de outubro, dois acusados de tráfico.

Segundo o delegado Ramirez São Pedro a polícia descobriu que em frente à residência havia um sistema de câmeras instalado num poste para monitorar o movimento de estranhos e policiais.
A vigilância ficava a cargo da adolescente.
Duas mulheres que comandavam a “boca de fumo” conseguiram fugir graças a este “serviço de monitoramento”.
Foram encontrados saquinhos plásticos, lâminas de aço para o fracionamento da droga e “dinheiro trocado”.
Policiais da mesma delegacia também prenderam Jailson Pereira.

Ele é suspeito de  integrar um grupo responsável pela distribuição de grandes quantidades de droga, além da prática de diversos assaltos na região de Campina Grande, Patos e Sousa.
O delegado Ramirez São Pedro informou que ele “seria um dos foragidos da ação integrada das Polícias Civil e Militar, realizada no mês de agosto deste ano, quando quatro criminosos foram surpreendidos nas imediações de um posto de combustíveis no bairro do Ligeiro, efetuando disparos contra os policiais, que revidaram e acabaram prendendo um homem e apreendendo três armas de fogo”.

Com Jailson foi apreendido um revólver calibre “38”, com munições.
O policial concluiu dizendo que “a arma que teria sido usada na prática de um recente homicídio na ‘Favela do Papelão’, em Campina Grande. Ainda no veículo GM Corsa apreendido com o suspeito, foram encontrados tabletes de maconha, totalizando um quilo da droga, escondidos dentro da caixa de som automotiva. Por fim, havia em desfavor do suspeito, um mandado de prisão expedido pelo Juízo da Vara de Entorpecentes, pela prática de tráfico de drogas”.
Já Wallysson Albuquerque, 23 anos, foi preso em diligência continuada por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos acusado de envolvimento em um arrastão numa clínica de ortopedia no Bairro São José na última sexta-feira (04/11).
De acordo com a delegada Ellen Maria ele dirigia um veículo Renault e juntamente com dois menores teria realizado o arrastão.
Foram levados celulares, notebook e bolsas.
Ele confessou o crime e vai responder por roubo qualificado, associação criminosa e corrupção de menores.
(Redação COM informações da DRE e DRF/Campina Grande)

Nenhum comentário:

Postar um comentário