domingo, 5 de fevereiro de 2017

PROCESSO DE SELEÇÃO DA FUNDAC ESTARIA VICIADO; GOVERNO DO ESTADO NEGA

Os deputados estaduais Tovar Correia Lima e Camila Toscano, ambos do PSDB, e o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Prestação de Serviços no Estado da Paraíba questionaram a idoneidade do processo de seleção organizado pela Fundação de desenvolvimento da Criança e Adolescente Alice Almeida (Fundac) para a contratação de agentes socioeducativos.

De acordo com os parlamentares, a seleção estaria viciada e totalmente direcionada, o que facilitaria a ocorrência da prática do cabide de emprego no Estado.
Segundo Tovar e Camila, no momento da entrevista, seria perguntado qual tinha sido o político que havia indicado o candidato para a vaga. Além disso, as entrevistas seriam realizadas com lápis grafite, o que facilitaria a mudança nas informações.
A deputada Camila Toscano disse que a denúncia já foi encaminhada pelo sindicato ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).
Já o deputado Tovar Correia Lima prometeu acionar nos próximos dias o Ministério Público da Paraíba para investigar a denúncia.
Por meio de nota, a Fundac negou as denúncias e afirmou que as entrevistas com candidatos só irão acontecer em março.
"Não há 'direcionamento de vagas', nem se busca 'aumentar eleitores'. A Fundac não pode realizar um concurso público sem que o cargo de agente socioeducativo seja criado por lei, o que viola a legalidade, um dos princípios basilares da administração pública consagrado na Constituição de 1988. A Fundac informa que as entrevistas para o processo seletivo simplificado ainda não aconteceram. As entrevistas estão agendadas para o período de 6 a 22 de março de 2017", diz um trecho da nota.
Os editais publicados no Diário Oficial do Estado trazem a proposta de contratação temporária de pessoal por excepcional interesse público para a função de agente socioeducativo.
O processo permitirá a contratação de 400 pessoas, sendo 300 de forma imediata e 100 para cadastro de reserva, mediante análise curricular e entrevista.
(Do Portal Correio)

2 comentários:

  1. Recardo coutinho e um homem serio nao permitiria esse tipo de coisa. Isso sao os opositores querendo prejudicar mas nao vao conseguir. Voces nunca mais voltam para o estado com as gracas de deus. Monte de invejosos ricardo tem mais de noventa por cento de aprovacao da populacao inveja nao mata mais maltrata.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir