segunda-feira, 22 de maio de 2017

PRESO O CHEFE DE GRUPO SUSPEITO DE ROUBAR BANCOS E CARROS-FORTES EM CINCO ESTADOS

O líder de um grupo suspeito de roubar bancos e carros-fortes em cinco estados foi preso na manhã desta segunda-feira (22/05) em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco.

A prisão ocorreu durante a Operação Capitania, deflagrada pela Polícia Civil.
De acordo com o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Kerhle, com a desarticulação do grupo, três ações que ocorreriam nesta semana foram evitadas.
"Seriam ações com o uso de explosivos, que poderiam ser contra bancos ou carros-fortes", destacou.
O líder do grupo tem 27 anos e é da Paraíba.
Segundo a polícia, ele tem uma vasta ficha de antecedentes criminais.
Com o grupo, foram apreendidos explosivos, revólveres, pistolas e armas de grosso calibre, conforme informou a Polícia Civil.
As investigações da "Capitania" começaram há seis meses em Olinda. "Esperamos, com a desarticulação desse grupo, identificar outros integrantes e que sejam reduzidas, de forma significativa, as ações deste tipo de crime", ressaltou Joselito Kerhle.
Os presos e os materiais apreendidos durante a operação foram encaminhados ao Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no Recife.
A OPERAÇÃO
A operação da Polícia Civil, denominada "Capitania" foi deflagrada na manhã desta segunda-feira e busca suspeitos de roubo e comércio ilegal de arma de fogo.
A ação teve objetivo de cumprir 15 Mandados de Prisão Preventiva, 16 de Busca e Apreensão e um de condução coercitiva em Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Orobó, Bom Jardim e Palmares, em Pernambuco, e Alcantil, na Paraíba.
De acordo com a Polícia Civil, o grupo criminoso é suspeito de roubar instituições financeiras e carros-fortes com o uso de explosivos.
Os crimes foram cometidos nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Ceará.
Um dos integrantes da organização criminosa é um detento da penitenciária padrão de Campina Grande, na Paraíba, conforme informou a polícia.
(G1 PE)
NA PARAÍBA
50 policiais civis da Paraíba foram empregados nesta ação.
No estado foram presos três envolvidos, sendo dois presos em Alcantil, no Cariri, e um no Presídio Padrão em Campina Grande.
São Eles: João Paulo dos Santos e José Francisco de Araújo (presos em Alcantil), além de Romildo Pereira da Siva (preso no Padrão).
Romildo está preso desde janeiro por rouba a banco.
O Mandado é da Comarca de Macaparana/PE.

(Redação com 2ºSRPC) 

Um comentário:

  1. Parabéns pela matéria, Renato Diniz!

    A operação (missão) foi antecipada para a data de ontem, devido a informações repassadas pelo serviço de inteligência.. de que haveria mais três explosões para as datas de 23 e 24 de Maio.

    Parabéns para as equipes envolvidas nessa missão!

    ResponderExcluir