segunda-feira, 21 de agosto de 2017

CORRIDA DA INCLUSÃO: UM MOMENTO MUITO ESPECIAL EM CAMPINA ONDE TODOS FORAM VENCEDORES

Um trecho da Rua Paulo de Frontin, às margens do Açude Velho, em Campina Grande, foi transformado na manhã deste domingo (20/08) numa pista de corrida para a 1ª Corrida Inclusiva Leve-me, Sozinho Não Quero Ir”.
Os participantes foram os portadores de necessidades especiais.
De acordo com a organização, a finalidade foi promover integração social e valorização da pessoa humana.
Foram mais de 200 competidores, divididos em seis categorias, entre crianças (a partir dos seis meses) e adultos (até acima dos 45 anos).
O CER – Centro Especializado em Reabilitação, a prefeitura de Campina Grande, através das secretarias de saúde, esporte, educação e a STTP organizaram o evento.


Uma criança bem especial foi a impulsionadora desse evento: Laisa Silva.
Ela tem onze anos e fez ver a necessidade de que “varias pessoas deficientes poderiam participar de uma corrida e se divertir um pouco”.
Não deu outra: o Centro Especializado em Reabilitação abraçou a causa e com a prefeitura realizam um evento emocionante.
Os pais das crianças e volutuários também foram extremamente especiais na Corrida Inclusiva.
O que mais contou na corrida foi participar. O esporte, inclusive, integra. Integra pela força propulsora do esporte”, resumiu o secretário de Esporte, Juventude e Lazer, Teles Albuquerque.
A secretária de saúde, Luzia Pinto, afirmou emocionada que “a corrida é uma forma de chamar a atenção da população de que essas pessoas existem. Acho que a gente conseguiu este objetivo e o grau de satisfação não só dos participantes, mas dos familiares, é algo que eu vou guardar para o resto da minha vida”.
A professora Iolanda Barbosa, secretária de educação, definiu: “inclusão é efetivar o direito da pessoa com deficiência”.
Edna Silva, diretora do CER disse que “essas pessoas só precisam de apoio para conquistar seus objetivos”.
Fotos: Secretaria de Saúde/CG e Mexe Campina

Nenhum comentário:

Postar um comentário