sábado, 28 de outubro de 2017

MOTORISTA DE UBER É PRESO EM FLAGRANTE ACUSADO DE ESTUPRO EM CAMPINA GRANDE

Uma menina de dez anos foi vítima de estupro na noite desta sexta-feira (27/10) em Campina Grande, por volta das 23h00.
O acusado é um motorista de Uber, de 62 anos de idade, que mora no Bairro do Jardim Paulistano.
Ele foi flagrado pela polícia militar ainda com as “calça aberta”.
O caso foi parar na DISP – Delegacia Integrada de Segurança Pública.

COMO FOI
De acordo com a polícia civil, mãe e filha chegaram ao Terminal de Passageiros, no Catolé, vindas de Toritama, no Agreste pernambucano e se dirigiam para Desterro, no Sertão, porém perderam o horário do embarque (o ônibus já havia saído).
Diante desta situação, a mãe da menina começou a pedir auxilio as pessoas para ver se conseguia dinheiro para seguir viagem.
Neste “intervalo”, a menina saiu, foi para frente dos guichês e começou a pedir dinheiro.
Algumas pessoas deram moedas à garota.
O motorista de Uber viu, chamou a menina e deu-lhe “uns trocados”.
Em seguida ele teria mandado a garotinha se dirigir ao desembarque, pois lá “daria mais dinheiro a ela”.
No desembarque o motorista pegou a criança e a colocou no carro dizendo que iria dar comida e levou para as proximidades do Hemocentro (por trás).
Um mototaxista percebeu e estranhou.
Ele seguiu o carro e chamou a polícia militar.
Quando a PM chegou o motorista ainda tentou sair em fuga, mas o veículo foi interceptado.
Segundo a polícia civil, o acusado foi flagrado com a calça desabotoada e a menina afirmou que foi beijada.

5 comentários:

  1. bota há foto desse pedofilo imundo pra galera ver.esse safado merece apodrecer na cadeia é virar uma moçinha lá dentro!

    ResponderExcluir
  2. Renato, por fvor ver se descobre a foto dessa safado, morador do nosso bairro seria bom sabermos quem ele é.

    ResponderExcluir