sexta-feira, 11 de maio de 2018

GRÁVIDA ATROPELADA NA AVENIDA ALMIRANTE BARROSO PERDE O BEBÊ


A mulher grávida de cinco meses que foi atropelada por uma máquina retroescavadeira no bairro do Cruzeiro, em Campina Grande, está sedada e em coma induzido na UTI do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

A pior notícia é que o bebê morreu e será retirado no momento que o médico obstetra considerar mais apropriado de acordo com o estado de saúde da mãe.
Segundo o diretor do Trauma, Geraldo Medeiros, a prioridade é manter a mãe viva.
A paciente, Rayane Andrade Araújo, de 27 anos, foi vítima de politraumatismo grave, com traumatismo craniano e lesão grave na bacia, que foi fixada imediatamente, além de uma grande perda de sangue.
Em uma ultrassonografia realizada ontem, identificamos que a criança está morta. O obstetra está avaliando o melhor momento para a retirada da criança. A paciente está em estado grave e ainda tem risco de morte. Ela está na UTI rosa com cuidados intensivos. Estamos mantendo a paciente sedada para preservar e fazer descansar o cérebro dela. Então, depois vai haver uma avaliação total do quadro neurológico dela e a recuperação que estamos torcendo que ocorra”, disse o diretor do Hospital de Trauma.
O atropelamento aconteceu no fim da manhã de terça-feira (08/05), na Avenida Almirante Barroso.
A vítima foi socorrida em estado grave. Na ocasião, moradores informaram que o motorista deu ré na máquina em alta velocidade, sem ver que a mulher passava por trás.
(Do Paraíba Todo Dia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário