Menu

domingo, 25 de outubro de 2015

“MINHA CASA, MINHA VIDA”: PARA GARANTIR A INSCRIÇÃO DE UMA DAS 4.100 CASAS NO ALUÍZIO CAMPOS, CANDIDATOS CHEGARAM AO MENINÃO DESDE SEXTA-FEIRA

(Minha cadeira, minha vida: lugar está garantido na fila)
Centenas de pessoas cuidaram de garantir, desde a sexta-feira (23/10) um lugar na fila em frente ao ginásio de esportes “O Meninão” e assim se inscrever para conseguir a tão sonhada casa própria.
(Acampar faz parte do esforço para ter a casa tão sonhada)
Uma das 4.100 casas do complexo habitacional Aluízio Campos, é o tão sonhado objeto de desejo dessas pessoas.
(Barrcas e sombrinhas sob o sol impiedoso do meio-dia de domingo)
As moradias são um convênio do governo federal e prefeitura de Campina Grande.

Às fotografias que você está visualizando foram captadas ao meio-dia deste domingo (26) pelo www.renatodiniz.com.

Cadeiras demarcam o lugar, barracas são improvisadas e o pessoal é animado.

O sol é impiedoso, mas vale a pena, disse uma sorridente dona de casa.
“Cheguei aqui ontem a tarde e tenho fé em DEUS que vou conseguir minha casa, Renato. Já me inscrevi na Cehap e nunca consegui; tinha uma inscrição minha na prefeitura e não consegui nada, mas tenho fé que desta vez eu vou conseguir. A gente sabe dos arrumadinhos que tem por ai, mas eu tenho fé. Isso não me desanima”, disse “M.R.S.Moura”, de 42 anos, desquitada e mãe de dois filhos, que mora no Novo Horizonte e paga 220 reais de aluguel de uma residência numa rua sem infraestrutura.

Já o segurança “J.P.M. do Nascimento”, 40 anos, trabalhou dobrado na firma, trocou de horário, para pegar um “bom” lugar na fila e garantir a inscrição.

“Amanhã (segunda) só vou trabalhar à tarde. Nunca tive sorte. Já me inscrevi em todos os programas do governo do estado e da prefeitura, mas dessa vez eu acredito na seriedade das pessoas. Eu preciso. Campina tem uma fama danada de beneficiar com casa quem já tem casa e esse povo fica até curtindo com a cara de quem não tem. Eu preciso. Tenho mulher e um casal de filhos, Renato. você me conhece e sabe que não estou mentindo”, desabafou o segurança que mora no Itataré, nos fundos da casa da sogra.
A solidariedade entre os candidatos é grande.

Os que dormiram na frente do ginásio dividiram o jantar, o lanche, o café da manhã e o almoço.
Ontem (sábado) dono de um açougue localizado entre os residenciais Nenzinha Cunha Lima e Bonald Filho doou carne e pão.
“A.A.R.Souto”, de 40 anos, comerciário, disse que vai conseguir a casa.
Ele mora em Galante.
“Todo mundo sabe que tem gente no Major Veneziano, nos conjuntos do Bairro das Cidades e naqueles prédios do antigo Curtume que não precisa e conseguiu por debaixo dos panos ser contemplado. Tem gente até que já alugou. Mas aqui eu tô botando muita fé. Eu vou conseguir em nome de DEUS”.

Quase chorando, a enfermeira “G.L.F. Santos”, 32 anos, acrescentou que “essas casas são uma benção para Campina. Eu creio que essas pessoas que estão aqui vão conseguir. Eu vou conseguir”.
Ele mora com uma filha na casa dos pais, no Bairro Santo Antônio.
Fotos: www.renatodiniz.com
*Tudo sobre as inscrições acompanhe no texto: 
“NO GINÁSIO O MENINÃO: COMEÇAM NESTA SEGUNDA-FEIRA, DIA 26, AS INSCRIÇÕES PARA 4.100 CASAS EM CAMPINA GRANDE”


8 comentários:

  1. Que aqueles mais necessitados sejam contemplados. E Deus abençoe todos!

    ResponderExcluir
  2. Que aqueles mais necessitados sejam contemplados. E Deus abençoe todos!

    ResponderExcluir
  3. Que aqueles mais necessitados sejam contemplados. E Deus abençoe todos!

    ResponderExcluir
  4. Isso nao deveria ser feito dessa forma, deveria ser por agendamento ou internet, eles usam as pessoas de forma humilhante apenas por uma razão política, algumas dessas pessoas receberão casas, centenas ficarão apenas com a promessa, ficando aprisionadas com a promessa que outras casas virão, as pessoas se esquecem que isso é um direito constitucional, direito a moradia, essas casas é com dinheiro de impostos altíssimos, pagos por nós mesmos, ele nao está dando casas, está entregando, pois as casas foram construídas com nosso dinheiro, não é favor nenhum, tenho nojo dessa corja, desrespeitam até a lei, nem fila preferencial tem, deficientes gravidas tem que disputar lugar com pessoas saudáveis, é um amontoado de gente, disputando um cubículo que chamam de moradia, cadê o ministério público que não foi lá garantir os direitos do cidadão, tenho nojo dessa política que humilha que coloca as pessoas de forma degradante, com intuito apenas de angariar votos!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com VC! Moro de aluguel há anos..estou desempregada.desde 2009 escrita e nada..hj tive o desprazer de passar mal numa fila sem fim..sol,fome,e com angústia profunda..Que Deus me der força e saúde para poder voltar lá novamente e finalmente conseguir fazer minha escricao.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  5. Gostaria de saber se eu posso me inscrever, moro com meus pais e tenho duais filhas de 14 e de21 e pra completar ela esta gravida de 3 meses, tenho que ter meu cantinho mais não tenho condições e não sei como vou enfrentar aquela fila meu Deus me ajude.

    ResponderExcluir
  6. Gostaria de saber se eu posso me inscrever, moro com meus pais e tenho duais filhas de 14 e de21 e pra completar ela esta gravida de 3 meses, tenho que ter meu cantinho mais não tenho condições e não sei como vou enfrentar aquela fila meu Deus me ajude.

    ResponderExcluir