sexta-feira, 12 de maio de 2017

ADVOGADO É FLAGRADO TENTANDO ENTREGAR CELULARES DENTRO DE PRESÍDIO EM CAMPINA GRANDE; OAB SE MANIFESTA SOBRE O CASO

(Atualizado)
Agentes penitenciários do Presídio Regional Provisório de Campina Grande flagraram um advogado tentando entregar cinco aparelhos de telefone celular para dois presos.

O flagrante ocorreu na manhã desta sexta-feira (12/05).
O caso ganhou bastante repercussão na Paraíba.
Em contato com o www.renatodiniz.com o diretor da casa penal, Alexandre Gomes informou que havia algum tempo que os agentes já suspeitavam do advogado Allyson Maxwell de Sousa.
A direção acredita que ele já havia tentado outras vezes.  
O advogado foi detido e lavado para a Central de polícia.
A OAB/Campina Grande acompanha o caso e desde já a Ordem abriu um procedimento disciplinar.
o advogado Moyses Moraes, presidente das Prerrogativas da OAB/Campina informou ao renatodiniz.com na manhã deste sábado (13) que "o advogado responderá a um processo disciplanar com direito a deefesa. O rito processual é igual ao da justiça e ao final ele será julgado. As sanções vão desde uma advertência a até a exclusão dos quadros da OAB”.
Ele acrescentou que se realmente tiver fortes indícios de transgressão à ética e confirmada a gravidade, o advogado pode ser imediatamente suspenso do exercício de advocacia e ao final ele será excluído não podendo exercer mais a função”.
O advogado Moyses Moares concluiu de forma enfática afirmando que “a Ordem dos advogados do Brasil não é corporativista e o Conselho de Ética ‘corta na carne’. O Conselho é rígido e rigoroso”.
Na polícia, contra o advogado Allyson Maxwell, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência.

3 comentários:

  1. Renato porque vc não mostra a foto desse advogado corupto,se uma pessoa da familia no estante mostrava a imagem da pessoa os direito e a lei não são iguais.

    ResponderExcluir