quarta-feira, 9 de agosto de 2017

PRF PRENDE NO MATO GROSSO ACUSADO DE ASSASSINATO NA PARAÍBA

O delegado de Picuí, no Curimataú, Rodrigo Monteiro, confirmou que foi preso pela polícia rodoviária federal no estado do Mato Grosso, o terceiro acusado de assassinar o adolescente Antônio Neto Quirino dos Santos, de 17 anos.

(Acusado preso no MT)
O crime ocorreu em Picuí, no dia 16 de julho.
O preso trata-se de Lindoilson Santos Oliveira, o “galego cross”, morador de Nova Floresta.
Policiais da 13ªDSPC sabiam que “galego cross” tinha fugido da Paraíba, mas que prisão dele era uma questão de tempo.
Em contato com o www.renatodiniz.com o delegado Rodrigo Monteiro informou que quando houve as representações e prisões contra os acusados José Tiago de Melo Nascimento, conhecido como “Tiago vela preta”, e Weslley David Costa Medeiros, também ouve representação contra Lindoilson, mas ele conseguiu fugir.
Galego cross continuou a ser investigado e monitorado. Quando foi na sexta-feira (04/08) nossa equipe tomou conhecimento de que ele tinha viajado para o estado do Mato Grosso em um veículo Gol. Soubemos qual o modelo do veiculo e a placa dele. A partir daí nós informamos a PRF. Na segunda-feira (06) o carro já estava em território mato-grossense e ocorreu a abordagem, onde o investigado foi preso”.
“Galego cross” está preso na Delegacia de Capturas de Cuiabá, capital do MT, e deverá ser recambiado para a Paraíba na próxima semana.
(Tiago e Weslley: os outros acusados)
As prisões dos outros dois acusados (“Tiago vela preta” e Weslley) ocorreram no dia 27 de julho em Nova Floresta.
O CRIME
(Antônio Neto: a vítima)
Antônio Netto saiu de uma festa num Bairro conhecido como Monte Santo para comprar cigarros para uma amiga.
O crime aconteceu por volta das 23h00 nas proximidades de um local onde acontecia uma confraternização.
O corpo dele foi encontrado ao lado de uma moto que provavelmente os executores teriam tentado roubar.
O adolescente era filho de um casal de funcionários públicos e foi morto a tiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário