domingo, 31 de dezembro de 2017

RADIALISTA É ASSASSINADO EM CAMPINA GRANDE

*O velório às 17h00 na Central de Velórios A Viagem (Em frente ao Pedro I);
*O sepultamento nesta segunda-feira (01/01) às 16h00 no Cemitério do Cruzeiro.
O Radialista João Gomes da Cruz, de 56 anos de idade, foi assassinado a tiros na madrugada deste domingo (31/12), por volta das 03h50, na Rua Camila Abrão Jorge, no Bairro Jardim Paulistano, em Campina Grande.

“Jota Gomes”, o Cowboy do Asfalto, como popularmente ele era conhecido, tinha um programa na Rádio Panorâmica FM.
O profissional além de radialista, era cantor e compositor.
Foram dois disparos: um no rosto e outro no peito.
Jota, que também morava no Jardim Paulistano, se dirigiu a casa de outro radialista, como fazia costumeiramente para que os dois fossem à Rádio fazer o programa. 
Ele foi assassinado fora do veículo que possuía.
O SAMU ainda foi ao socorro.
A delegada Nercília Dantas e equipe estão a frente das investigações.
A policial, em contato com o www.renatodiniz.com, trabalha com a hipótese de latrocínio.
(Com informações da PC e PM)

5 comentários:

  1. Muito triste esse caso que há policia desvende o caso é prenda esses bandidos vagabundos covardes que mataram esse pai de familia.que deus o tenha é conforte sua familia nesse momento sempre muito difícil.

    ResponderExcluir
  2. E realmente muito triste ,vermos os pais de família sendo assassinados brutalmente sem a chance da defesa,os bandidos estão liderando nosso país e nos estamoa refém dentro de nossas casas o que é imensamente injusto.e hora de fazer reforma na lei do Brasil ou do contrário só vai piorar as coisas.muito triste era um cara bom,trabalhador e pai de família não foi criado para terminar desse jeito.tinja boa educação,nunca se envolveu com coisas erradas e vem um vagabundo e tira a vida do homem desse jeito sem pensar nos filhos,na esposa,na família espero em Deus que justiça seja feita.

    ResponderExcluir
  3. Não é a primeira vez que esse tipo de crime ocorre no Jardim Paulistano. Há muitos anos, acho que nos meados da década de 90, o pai de um amigo foi assassinado em uma ação similar, cometido por ladrões armados. É um bairro que merece mais policiamento.

    ResponderExcluir