quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

JANEIRO VIOLENTO EM CAMPINA: MULHER FOI MORTA A TIROS NA LIBERDADE; PC JÁ REGISTRA CINCO MORTES

Janeiro começou como dezembro terminou em Campina Grande: violento.
No final da tarde desta terça-feira (02/01) a polícia registrou mais um homicídio na cidade.

Uma mulher foi morta dentro de casa na Edésio Silva, no Bairro Liberdade, na frente da neta.
O crime foi praticado por dois desconhecidos que chegaram de capacetes numa moto.
Um entrou na residência, foi até onde estava Avanice Gomes dos Santos, de 49 anos, e efetuou vários disparos na cabeça, pescoço e peito.
Familiares ainda a socorreram para o Trauma, mas ela não resistiu.
No ano passado a mulher foi presa suspeita de envolvimento com tráfico.
A polícia já havia registrado no primeiro dia do ano mortes violentas nos Bairros Pedregal, Catolé e Ramadinha.
No Pedregal, durante a madrugada, um jovem de 24 anos foi morto com um tiro quando passava nas imediações de um beco.
No Catolé, pela manhã, Wandson Ferreira Bezerra, de 24 anos, foi assassinado a tiros por dois desconhecidos.
Ele estava na companhia de um amigo em uma moto.
Na Ramadinha II, por volta do meio-dia, Eduardo Tavares da Silva, de 30 anos, foi assassinado na frente de uma casa na Rua Josenete Oliveira Alves.
Ele estava sentado quando foi morto a tiros.
OUTRO CASO QUE ESTÁ SENDO INVESTIGADO DIZ RESPEITO a morte de um homem identificado como José Romão de Freitas.
A PC interrompeu o velório dele para investigar se realmente a causa da morte foi um infarto.
O corpo foi levado para o IPC e constatou-se traumatismo craniano.
A polícia civil recebeu informações de que ele poderia ter sido vítima de violência durante uma confraternização no sítio “Lucas” e interrompeu o velório.
O caso está sob a responsabilidade da delegada Ellen Maria e equipe.
EM PUXINANÃ
Na manhã desta terça-feira (02) um homem foi encontrado morto nas imediações do Aterro Sanitário, em Jenipapo.
O corpo do agricultor Paulo de Sousa Lima, de 57 anos, apresentava perfurações de faca  e algumas partes queimadas.
A polícia civil (12ªDSPC) investiga o caso.
Em um dos bolsos da vítima foram encontrados “1.000,00 reais”.
Ele morava em Lagoa Seca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário