domingo, 28 de outubro de 2018

PODA IRREGULAR DE IPÊS ACABA NA CENTRAL DE POLÍCIA

Um Termo Circunstanciado de Ocorrência foi confeccionado na Central de Polícia, em Campina Grande, por causa da poda de vários ipês na calçada de uma igreja evangélica.
Configurou-se crime ambiental (artigo 49 da Lei de Crimes Ambientais).
A prefeitura não autorizou a poda e não foi comunicada pelo responsável.
O caso chegou ao conhecimento da PC às 16h00.
As podas ocorreram na sexta (26/10) e sábado (27).
Uma guarnição da 2ª Companhia da Polícia Ambiental esteve no local e constatou a irregularidade.
Um carroceiro estava cortando os galhos.
A prefeitura de Campina Grande deve definir uma multa sobre o caso nesta segunda-feira (29).
Moradores das imediações fotografaram a ação e exibiram nas redes sociais.
A Polícia Ambiental, em Auto de Infração, aplicou multa de "500,00 reais".
(Por www.renatodiniz.com)

6 comentários:

  1. Quero ver se realmente vão multar. Merece e muito.

    ResponderExcluir
  2. Realmente um absurdo, foi no jardim paulistano, um ato de pura ignorância.....

    ResponderExcluir
  3. Nossa igreja tem árvores na calçada que estão destruindo a cerca elétrica, e já cobriram até a fiação dos postes. Ja fizemos oficios à Energisa e a Prefeitura mais de uma vez, e até agora ninguém apareceu para fazer a poda.

    ResponderExcluir
  4. Quem denunciou não tem o que fazer... e os órgãos responsáveis são incompetentes pois a solicitação foi feita e eles não atenderam, mas pra multar foram rapidinha...esse é o BRASIL país de merda.

    ResponderExcluir