domingo, 2 de dezembro de 2018

DURANTE FESTA NO PARQUE DO POVO JOVEM É BALEADA NO OMBRO

Uma jovem de 19 anos de idade sofreu um disparo de pistola no ombro dentro do Parque do Povo, em Campina Grande, na madrugada deste domingo (02/11) por volta de 01h20 quando assistia um show de vários artistas num ambiente lotado.

Camila Mayara Silva Moura, moradora do Bairro Rosa Cruz, encontra-se internada no Hospital de Trauma.
Ela estava na frente do palco com amigos e familiares quando em determinado momento aconteceu uma confusão.
Durante o tumulto ocorreram disparos.
Foram efetuados tiros para o alto, e segundo a polícia militar, foram vistos dois homens atracados no chão.
Um deles estava tentando evitar que outros tiros fossem disparados, porém mais disparo foi efetuado e este atingiu a estudante.
Depois a PM identificou o atirador como sendo um policial militar de folga.
Ele foi preso e encaminhado para o Quartel do 2ºBPM, mas não teve o seu nome revelado.
A versão dele é de que pessoas tentaram tomar-lhe a arma (uma pistola) e aconteceu um tumulto terminando nos disparos.
A arma dele teria desaparecido.
Ele não percebeu que tinha ferido alguém.
A jovem ferida nada tinha a ver com o tumulto.
O pai dela foi quem se atracou com o policial.
(Por www.renatodiniz.com)
Foto: Jefferson Santos

5 comentários:

  1. Se ele estava de folga esse imbecil, mal exemplo, deveria estar desarmado...a falta de educação da sociedade,ccomeça pelas autoridades que não dão bons exemplos...ELES SE ACHAM OS PODEROSOS..COMO É QUE UM CARA VAI PRA UMA FESTA SE DIVERTIR E LEVA UMA ARMA? ele já foi com outra intenções, que seja punido e bem punido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica a tua se fosse vc no lugar dele vc não falava isso vc não tava la não viu a situação que ele estava passando na hora ele é militar e responde pelo o que ele faz crítica e bom mas ajudar e difícil mas criticar e facil

      Excluir
    2. negativo amigo, ele estava mal intencionado SIM pois se estava na festa é pra relaxar pois se subtende que a profissão é um tanto estressante só que existe um tipinho de pessoa que coloca uma arma na mão e quer brincar de deus.palmas para esse país hipócrita onde se escolhe policiais pelo estudo que eles teem ao contrario do exercito por exemplo que se escolhe por mérito e condições de estar prestando tal serviço se privatiza tanta coisa e o que realmente se precisa não é privatizado SÓ ACHO.

      Excluir