terça-feira, 18 de dezembro de 2018

IDOSO SUSPEITO DE MATAR ARTISTA PLÁSTICA É LIBERADO APÓS AUDIÊNCIA

O idoso suspeito de assassinar a artista plástica Elisabete de Oliveira Serrano se apresentou na tarde desta segunda-feira (17/12) no Fórum Afonso Campos, em Campina Grande, para participar da audiência de custódia.

Heleno Alves foi dado como fugitivo pela justiça desde a última quinta-feira (13).
Ele chegou rapidamente no fórum na companhia de dois advogados e vai acompanhar a investigação do crime em liberdade.
Em depoimento, Heleno informou que ficou surpreso com as acusações feitas e relatou que tinha um relacionamento amoroso com a vítima há anos.
Ele também disse que acredita que a artista plástica realmente morreu por bater a cabeça ao levar uma queda no banheiro.
O homem é suspeito de forjar, juntamente com a empregada a causa da morte da falecida, produzindo documentos falsos e fazendo constar causa indeterminada para o seu falecimento.
A partir da exumação do cadáver, com a realização de exame médico, constatou-se que a real causa da morte foi “provocada por instrumento cortocontundente”, mediante agressão física, causando traumatismo craniano e hemorragia cerebral.
As investigações sobre o caso começaram após a família de Elisabete desconfiar do acontecido e procurar a Polícia Civil para adoção das providências cabíveis. 
A vítima tinha 73 anos de idade e o homicídio aconteceu no dia 26 de fevereiro de 2018.
Na época do crime, Elisabete foi enterrada como se nada tivesse acontecido e os suspeitos do assassinato participaram do velório e enterro.
A empregada também está respondendo em Liberdade.
(Do OP9

Um comentário: