quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

PRF ACUSADO DE ASSALTO: SINDICATO SE PRONUNCIA SOBRE O CASO

O sindicato dos Policiais Rodoviários Federais da Paraíba se pronunciou a cerca da acusação de que um dos PRFs é acusado de roubo em São Miguel de Taipu, na Zona da Mata.
Na nota o sindicato deixa claro que durante quase 25 anos o policial sempre teve uma conduta correta e acredita ele está com problemas psicológicos.
VEJA A NOTA

O Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais, vem a público, diante das recentes notícias publicadas na imprensa, envolvendo um PRF seu filiado, esclarecer o seguinte:
1- A entidade foi pega de surpresa e lamenta o ocorrido, já que o histórico do policial envolvido sempre foi de conduta correta e comportamento irrepreensível dentro dos seus quase 25 anos de atividade como policial;
2 - Até o presente momento, todas as informações levantadas pela assessoria do sindicato acerca das motivações da ação do policial apontam para problema de ordem psíquica.
3 - O policial envolvido já foi devidamente identificado, tanto pela PRF quanto nas demais esferas competentes para apuração. 
As providências legais estão sendo adotadas, e ele e sua família, estão envidando esforços para pleno esclarecimentos dos fatos, assim como a assunção de responsabilidades por quaisquer danos causados.
Assim, o SINPRF/PB se solidariza com as partes envolvidas e coloca-se à disposição de todos, especialmente das autoridades, para contribuir com o esclarecimento e a devida solução do lamentável fato ocorrido.
Atenciosamente.
SINDICATO DOS POLICIAIS RODOVIÁRIOS FEDERAIS NO ESTADO DA PARAÍBA
CASO É APURADO PELA CORREGEDORIA
A Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF) instaurou um procedimento administrativo para investigar um policial que teria assaltado uma família e se envolvido, logo em seguida, em um acidente de trânsito, na BR-230, no município de São Miguel de Taipu, na região da Zona da Mata paraibana. 
De acordo com a PRF, o caso teria acontecido durante a folga do policial, no último domingo (13/01). 
A denúncia foi recebida pelo órgão nesta segunda-feira (14) e divulgada nesta quarta-feira (15).
Segundo o boletim de ocorrência, o PRF teria levado o carro e objetos da família, em Intermares, e o caso só teria sido descoberto porque, na fuga, o policial se envolveu em um acidente e foi encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.
A Corregedoria da PRF pediu o recolhimento da arma do servidor, que foi encontrada no local do acidente no dia seguinte. 
Além disso, solicitou o afastamento das funções policiais até a conclusão da apuração e notificou todos os órgãos competentes responsáveis pela investigação criminal.
Embora o acidente tenha sido atendido por uma equipe da PRF, os policiais que foram ao local não tiveram contato com o condutor, que já havia sido socorrido por terceiros e por uma equipe do Samu. 
Ele não foi identificado como policial durante a ocorrência.
Durante o atendimento foram realizadas consultas aos sistemas da PRF, que não informaram, naquele momento, qualquer restrição para o veículo. Em nota, a PRF lamentou o ocorrido e os transtornos causados às vítimas.
(Por www.renatodiniz.com com informações do www.pagina1pb.com.br)

4 comentários:

  1. TEM ATÉ EX-PRESIDENTE PRESO POR ROUBO...
    ... SEM NOVIDADES!!!

    ResponderExcluir
  2. Se for verdadeira a acusação é um ABSURDO! Toda e qualquer força policial deve ter uma política e doutrina de TOLERÂNCIA ZERO com marginais em suas fileiras - deveriam ser enquadrados no código militar como TRAIDORES, e com isso, sujeitos a PENA CAPITAL. Estamos em guerra contra a bandidagem e ter "polícia" BANDIDO é ter inimigo infiltrado, colaboradores que ajudam a tirar a vida dos irmãos de farda, INADMISSÍVEL!

    ResponderExcluir
  3. Se presidente senadores deputados rouba na cara depau imagina o resto ?

    ResponderExcluir
  4. PARA GANHAR DINHEIRO TEM MUITA SAÚDE. QUANDO É PEGO COMETENDO CRIME, ESTÁ COM PROBLEMAS PSQUIÁTRICOS ???? POUCA VERGONHA !!!!

    ResponderExcluir