sexta-feira, 8 de março de 2019

PC PRENDE HOMEM COM MAIS DE 3 MIL MUNIÇÕES EM CAMPINA

*Balas para revólveres e espingardas "abasteceriam" o sertão
*No ano passado a PC já tinha apreendido mais 5 mil munições
Um homem foi preso na feira central de Campina Grande na manhã desta sexta-feira (08/03) com 3.228 munições para revólveres e espingardas de vários calibres.
O flagrante foi realizado por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos no comércio dele.
A polícia também encontrou com o homem um revólver calibre “38”.
Durante a investigação descobriu-se que o suspeito transportava as munições em sacos de rações para animais e assim burlar uma possível fiscalização”, informou o delegado Victor Melo.
O delegado acrescentou que o preso “era responsável pela venda de munições na região central e sertão da Paraíba”.
Ele foi autuado pelos crimes de comércio ilegal de arma de fogo, posse irregular de arma de fogo de uso permitido e posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.
As munições que abasteciam o mercado do crime no sertão são de calibres “25”, “28”, “32”, “28” e “44”.
Esta foi a segunda fase da “Operação Mercador”
(Com informações da DRF)
OPERAÇÃO MERCADOR
(Material apreendido no ano passado)
No ano passado, no dia 09 de maio, na primeira fase da "Operação Mercador", numa casa nas Malvinas em Campina e num sítio em Puxinanã,  a PC apreendeu  5.000 munições (para revólveres, pistolas e espingardas), 55 bananas de dinamite, uma pistola roubada, ferramentas (furadeira, esmerilhadeira e maquina de solda) e até uma chapa de aço.
Na época foram presos um idoso, de 73 anos, e um casal de Caruaru/PE.
As munições foram encontradas numa espécie de fundo falso (numa parede).
A chapa de aço seria usada como uma espécie de escudo nas ações contra carros-forte.
(Por www.renatodiniz.com)

Um comentário:

  1. Maravilha, parabéns PC e PM - era um vergonha nego vendendo ilegalmente munição (e outros PCEs como propelente: "pólvora" ainda se acha) na Feira Central em Campina Grande nas vistas de todo mundo, mesmo com as denúncias. Finalmente fizeram algo. Vamos cultivar a cultura da legalidade - agora, quem quiser ter sua espingarda legal, pode ter e poderá adquirir insumos legalmente tb, é o que precisa ser fortalecido.

    ResponderExcluir