sexta-feira, 31 de maio de 2019

PC PRENDE EMPRESÁRIO QUE ASSASSINOU RADIALISTA; ACUSADO CONFESSOU O CRIME

(Roberto confessou o crime)
*Acusado pagou conta do radialista e depois atirou no peito dele
*Corpo de Joacir está sendo velado na ACI, às margens do Açude Velho
*Enterro será às 16h00 no Campo Santo
Uma ação imediata de um grupo de policiais civis da Delegacia de Homicídios de Campina Grande prendeu em flagrante na manhã desta sexta-feira (31/05) o acusado de assassinar o radialista Joacir Rocha de Oliveira Filho, de 35 anos, dentro de um restaurante/lanchonete no Centro da cidade.

Joacir foi morto com um tiro de pistola “6.35” no peito.
O crime ocorreu na quinta-feira (30/05), por volta das 22h30.
O acusado, Roberto Correia Vicente do Monte, confessou o assassinato.
Ele é empresário, do ramo imobiliário.
A prisão dele ocorreu por volta das 11h00.
Assim que recebeu “voz de prisão” ele não reagiu e confessou o assassinato.
(Joacir Rocha de Oliveira Fillho)
Na Central de Polícia, durante depoimento, preferiu silenciar diante de uma série de perguntas feitas pela delegada Suelane Souto que conduziu às investigações.
A motivação foi fútil.
O acusado bebia no local, se aproximou do radialista e ali iniciaram conversas.
Em seguida teria ocorrido um pequeno desentendimento por causa de um relógio, que logo foi contornado.
Depois o acusado pagou a conta dele e da vítima, segundo a PC, se dirigiu à Joacir e sem motivo algum atirou no peito dele para em seguida sair do recinto como se nada tivesse ocorrido.
O acusado, ancorado pelo seu motorista, um policial militar reformado, foi para casa enquanto que Joacir ficava caído ao solo.
Testemunhas oculares foram fundamentais para a elucidação do caso, entre elas o próprio motorista do executor.
O radialista chegou a ser socorrido pelo SAMU, mas já chegou ao Trauma sem vida.
Ainda na sexta, os PCs foram até a fazenda do pai de Roberto e o motorista dele (do acusado) apontou onde estava enterrado o “pente” da pistola que provavelmente foi usada para o homicídio.
Chamou a atenção número de advogados que compareceram à Central de Polícia para defender o acusado.
A audiência de custódia dele deve ocorrer nesta segunda-feira à tarde.
“Joacirzinho”, à vítima, era filho  do jornalista Joacir Oliveira (já falecido) e irmãos dos radialistas Cleber Oliveira, apresentador da TV Borborema, Caju Oliveira e Cesar Ricardo.
(Por www.renatodiniz.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário