sexta-feira, 26 de julho de 2019

PC PRENDE DOIS ENVOLVIDOS EM DOIS ASSASSINATOS NAS MALVINAS

Uma ação da Delegacia de Homicídios em Campina Grande acabou prendendo envolvidos e dois assassinatos e acabou esclarecendo os crimes que ocorreram nos meses de maio e junho deste ano.
Os homicídios aconteceram nas Malvinas.

As prisões, em caráter temporário, também ocorreram nas Malvinas nesta quinta (25/07).
A operação recebeu o nome de "Dissimulatus" (em Latim, significa disfarçar, dissimular).
De acordo com a delegada Suelane Souto, "foram cumpridos três Mandados de Prisão Temporária, sendo dois referentes ao homicídio que vitimou Jardan Soares, ocorrido no dia 11 de junho de 2019 e um mandado referente ao homicídio de Raiff de Lucena Costa, ocorrido no dia 04 de maio de 2019".
Os presos são João Henrique Simão, 27 anos, e Thomas Jefferson de Lima Silva, de 32.
Contra João Henrique foram cumpridos dois Mandados (mortes de Raiff e Jardan).
Já contra Thomas o Mandado é por causa da morte de Jardan.
Segundo comunicado da delegada, "durante o procedimento de busca e apreensão na casa de Thomas, os policiais encontraram um revólver calibre '38', munições e utensílios para a fabricação de uma espingarda, ocasião em que foi autuado em flagrante delito".
Suelane Souto explicou que  "segundo apontam as investigações, Raiff e Jardan foram atraídos para os locais onde foram assassinados. No primeiro fato, através de um aplicativo de mensagens, Raiff foi seduzido, por uma suposta namorada, para o local onde seria assassinado. Raiff passou a noite se comunicando pelo Whatsapp, imaginando que o interlocutor seria uma mulher, uma paquera. Ele marcou um encontro amoroso, mas, na verdade, assassinado”. 
A delegada acrescentou que “Jardan também marcou um encontro através do Whatsapp e, antes de sair, afirmou que iria se encontrar com João Henrique. Foi um encontro fatal”.


MORTE JARDAN
Na noite da terça-feira (11/06) a polícia registrou um crime de morte no Bairro Malvinas, nas proximidades do CAIC.
Jardan Soares Nunes, de 32 anos, foi  morto a tiros.
Ele era mototaxista não permissionário da STTP.
O mototaxista foi atraído para o local onde foi executado.
MORTE DE RAIFF
No início da madrugada do sábado (04/05) um homicídio foi registrado no Bairro das Malvinas.
Raiff de Lucena Costa, 22 anos, foi morto com aproximadamente oito tiros por várias partes do corpo.
O crime aconteceu na lateral do CAIC.
Raiff saiu de casa após receber uma ligação telefônica.
Ele era filho de uma policial militar e também morava nas Malvinas.
(Por www.renatodiniz.com com informações da DH/CG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário