quarta-feira, 7 de agosto de 2019

FAKE NEWS, FAKE NEWS, FAKE NEWS, FAKE NEWS…

A grande maioria dos grupos de whatsapp que participo é bastante movimentada, com pessoas de diversas correntes partidárias, cada uma com um pensamento próprio.

Umas são ferrenhas defensoras do governo federal, estadual e do prefeito...
Outras são ferrenhas adversárias do governo federal, estadual e do prefeito...
E outras são comedidas: têm suas preferências, mas evitam o confronto, pois sabem que existe uma fulminante e progressiva rede de Fake News municiando as redes sociais com informações inverídicas objetivando confundir, alimentar o ódio, dividir o país, famílias, amigos...
Mas informação é algo muito sério.
Existem jornalistas, radialistas ou pessoas que têm sites, blogs e canal no YouTube  comprometidos com a notícia verdadeira.
Assim como existem pessoas que não são radialistas, nem jornalistas, nem têm sites ou blogs, mas preservam pelo compartilhamento da informação verídica.
Verdade é fato!
E a verdade da informação não agrada a todo mundo.
No Brasil existem incontáveis sites, blogs, canais que, mesmo que não agradem as diversas correntes partidárias, fazem um jornalismo sério.
Eu sugiro, e não é difícil, procurar sempre se informar se: aquela notícia que você encaminha ou compartilha com muita sede para os grupos de WhatsApp, o Instagram, Youtube, Twitter e Face é uma notícia falsa ou verdadeira.
É preciso dizer também que existem aquelas pessoas de má fé: que sabem que estão plantando, compartilhando e encaminhando uma Fake News para ver ser o circo pega fogo.
A gente precisa se policiar para não se ridicularizar.
Isto não é uma crítica.
É apenas uma observação, uma recomendação e de certa maneira uma utilidade pública.
Afinal, já temos muita gente alienada.
Atenciosamente,
Renato Diniz.
(Por www.renatodiniz.com)

2 comentários:

  1. Quando lembro dos milhões de imbecis(familiares meus, inclusive) que acreditaram e espalharam que a Friboi era do Lulinha, que acreditaram em mamadeira de piroca, no kit gay distribuído em escolas e outras mentiras criadas pelos bolsonaristas, vejo quanto é maléfica a atuação desses criminosos da informação.
    Se a população não procura o conhecimento e vive na ignorância, coisas desse tipo irão acontecer sempre. Infelizmente a população não procura uma informação séria e se torna vítima de notícias falsas propagadas todos os dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 3 minutos para virem aqui chamar de esquerdopata, comunista, lulista, mandar para Cuba, mandar para Venezuela. E nem 30 segundos para olhar se o boato e verdadeiro ou falso.

      Excluir