segunda-feira, 12 de agosto de 2019

FAMÍLIA SUSPEITA DE PERSEGUIÇÃO EM ACIDENTE QUE MATOU MOTOCICLISTA

Um fato novo surgiu no início da tarde desta segunda-feira (12/08) sobre a morte do professor de educação física Felipe de Brito Filgueiras Leitão, de 29 anos, que morreu em um acidente de moto no domingo (11) de madrugada em Campina Grande, no Agreste da Paraíba.

De acordo com o tio da vítima, Homero Leitão, um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado nesta segunda-feira pela a possibilidade do acidente ter sido provado por uma perseguição.
Ainda segundo o tio, há um áudio de uma pessoa informando aos amigos que momentos antes do acidente o professor de educação física tentou apartar uma confusão que estava acontecendo no bar em que ele estava frequentando.
A suspeita dos familiares é que um veículo Celta da cor vermelha tenha perseguido Felipe e empurrado ele para dentro do canal.
No BO, os familiares pedem a investigação do caso e querem ter acesso às imagens de segurança do bar e dos estabelecimentos comerciais que flagraram o momento do acidente para que tudo seja esclarecido.
O professor de educação física ainda chegou a ser socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas faleceu após uma parada cardiorrespiratória.
O acidente aconteceu na Avenida Canal, no Bairro José Pinheiro, depois de Felipe sair de um estabelecimento no Bairro Alto Branco.
Inicialmente acreditava-se que ele teria perdido o controle do veículo ao passar em uma curva, acabando caindo no canal.
O laudo do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) apontou que Felipe morreu por afogamento.
O corpo foi velado no domingo e o sepultamento acontece no Parque Campo da Paz, em Campina Grande, nesta segunda-feira.
(Do OP9 PB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário