segunda-feira, 9 de setembro de 2019

CÂMARA CONCEDE LICENÇA DE MAIS 30 DIAS PARA VEREADOR PRESO NA FAMINTUS


A Câmara de Vereadores de Campina Grande concedeu uma nova licença, sem remuneração, ao vereador Renan Maracajá (PSDC), preso durante a segunda fase na Operação Famintos no dia 22 do mês passado.

Ele já havia pedido uma licença de 15 dias, cujo prazo terminou no último dia 05 deste mês.
O parlamentar continua detido em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela 4ª Vara da Justiça Federal da Paraíba.
De acordo com as investigações, Renan teria participado de ajustes com outros empresários para ‘lotear’ licitações da merenda escolar utilizando empresas de fachada.
Uma delas, a Lacet Comercial, estaria em nome de ‘laranjas’, mas seria administrada pelo vereador – segundo o MPF.
Pelo Regimento da Câmara o vereador pode passar até 120 dias em licença, sem remuneração, e não há a necessidade de convocação de suplentes.
A partir de 121 dias é que eles são convocados para assumir interinamente os mandatos.
Renan Maracajá foi denunciado pelo Ministério Público Federal juntamente com outras 15 pessoas suspeitas de envolvimento no suposto ‘esquema’.
(Por Pleno Poder/Jornal da Paraíba)

7 comentários:

  1. Como não conceder
    Se são farinha do mesmo saco.
    Isso e uma vergonha.
    Cambada de imundos.

    ResponderExcluir
  2. Pior de todos é o prefeito de Campina Grande Romero nele ninguém chega peixe grande.

    ResponderExcluir
  3. Raposa tomando conta de galinheiro...Eita raça desgraçada.

    ResponderExcluir
  4. Vcs vereadores todos fazem pates de todos crime no Brasil

    Vcs estão afundando o brasil

    ResponderExcluir