quarta-feira, 13 de maio de 2020

MATOU “AMIGO” COM GOLPES DE PICARETA, JOGOU CORPO NA FOSSA E DEPOIS FOI “SE DEITAR E DESCANSAR”

Um crime macabro ocorreu na madrugada desta quarta-feira (13/05) em Lagoa Seca.
Vítima e acusado bebiam e se drogavam no interior de um terreno localizado na Rua João Otaviano Pequeno, no Bairro do Morro.

Nos fundos do terreno tem um “quartinho” e uma espécie de fossa.
No local mora o acusado José Francisco Tavares dos Santos Junior de 21 anos, o “Juninho”, que também tem endereço na Vila Ipuarana, em Lagoa Seca.

O Juninho usou uma picareta para matar o amigo conhecido como "Marquinhos".
Depois de atingi-lo com quatro golpes na cabeça, Juninho arrastou o corpo e o jogou na fossa.
O Corpo de Bombeiros esteve no local assim como a Polícia Militar.
O IPC também compareceu.
A delegada Alba Tânia e equipe estiveram na cena do crime.
Após matar o “amigo”, o acusado foi para casa da mãe descansar e se deitar.
Ele contou para ela que tinha cometido um homicídio.
A mãe informou a PM e “Juninho” acabou preso.
O acusado disse para a reportagem da TV Borborema que  estava bebendo e “cheirando pó” com a vítima desde as 17h00 da terça (11), além disso ingeriram quatro litros de bebida alcoólica.
Já na madrugada desta quarta houve um desentendimento e, conforme “Juninho”, “Marquinhos” se armou de uma picareta e quis agredi-lo.
Ele afirmou ainda que apagou a luz, conseguiu tomar a picareta e atacou “Marquinhos” por trás aplicando-lhe os golpes.
Depois, segundo o acusado, arrastou o corpo e jogou na fossa.
Na manhã desta quarta disse a mãe o que tinha ocorrido.
A PM foi até onde “Juninho” estava e o prendeu.
O assassino afirmou também que pediu a genitora para avisar a polícia e não está arrependido do que fez.
Ele já foi preso por diversos delitos (roubos, furto e tráfico).
(Por www.renatodiniz.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário