sábado, 3 de fevereiro de 2018

FOLIÕES DO FERRO DEVE ARRASTAR MAIS DE 3 MIL PESSOAS NA PRÉVIA DE CARNAVAL

Uma ideia de quatro amigos numa mesa de bar, em 2010, acabou se transformando na realidade de um bloco carnavalesco que este ano deve arrastar mais de 3 mil pessoas pelas ruas centrais de Campina Grande, em seu tradicional desfile uma semana antes do carnaval.
O bloco “Os Foliões do Ferro”, em seu oitavo ano, sai às ruas neste sábado (03/02) pontualmente às 16h00, mas a concentração começa ao meio-dia no local onde ele nasceu: Bar Ferro de Engomar, na esquina das Ruas Getúlio Vargas com Rui Barbosa, no Centro.
Um dos dirigentes do bloco, Lúcio da Cagepa, disse que o primeiro desfile do Ferro, em 2011, contou com apenas 150 participantes.
No ano seguinte já foram 450 e atualmente a previsão é de que 2.500 foliões comprem a camisa da agremiação e mais de 500 pessoas (a chamada pipoca) acompanhem o bloco, que sempre faz o mesmo percurso: sai do Bar Ferro de Engomar, segue pelas ruas Rui Barbosa, 13 de Maio, Vidal de Negreiros, Venâncio Neiva, Praça Newton Rique, Marquês de Herval, Praça da Bandeira, Getúlio Vargas e volta ao local de origem. Em média o percurso dura 03h00.
Sempre animado pela orquestra Som na Praça, o bloco do Ferro tem hino próprio (Meu Bloco) uma composição de Jozildo Chaves, mas todo ano apresenta uma música nova para animar os foliões.
Este ano é “Cuidado com as voltas que o mundo dá”, do mesmo compositor e animador da festa.
ALEXANDRE TAN
Além das atrações tradicionais este ano o bloco tem uma grande novidade, que é a presença do cantor Alexandre Tan animando a concentração do Ferro.
Lúcio disse que a formação foliã do bloco é muito eclética e atrai todas as classes sociais e todos os tipos de profissionais liberais não só de Campina Grande e da Paraíba, como também de outros estados, a exemplo de Pernambuco e Rio Grande do Norte.
A camisa do Ferro de Engomar tem preço único de 30 Reais e só é vendida no bar do mesmo nome, sede oficial da agremiação. 
O contato é pelo fone (83) 9 8880-0475.
(Por Apolinário Pimentel, rededenoticias.com)

Um comentário: