terça-feira, 2 de outubro de 2018

ACUSADO DE MATAR JOVEM EM CAMPINA É CONDENADO A 22 ANOS DE PRISÃO

O acusado de assassinar um jovem no dia 31 de janeiro deste ano em Campina Grande foi condenado a 22 anos de prisão.

A condenação ocorreu em júri realizado no Fórum Affonso Campos nesta segunda-feira (1º/10).
A sentença será cumprida inicialmente na Penitenciária Raimundo Asfora (Serrotão).
Danilo Lopes, de 19 anos, ex-interno do Lar do Garoto, é o acusado.
a vítima foi Kleidson Henrique de Souza, de 18.
O crime ocorreu em um terreno baldio no Bairro Prata, em Campina Grande, por volta das 11h30.
O rapaz foi morto com seis tiros de revólver.
Imagens de câmeras de monitoramento ajudaram na identificação do acusado que foi preso em fevereiro.
Kleidson saiu do trabalho e foi atraído para o local onde foi morto.
Câmeras de monitoramento ajudaram na elucidação.
O autor chegou numa bicicleta, apertou a mão da vítima e após dez minutos os dois saem andando.
Imagens de umas das câmeras mostraram depois Danilo correndo a pé com um objeto na mão e em seguida esconde na cintura.
Na casa do Danilo os policiais da Delegacia de Homicídios encontraram um cordão prateado que era de Kleidson.
De acordo com a PC, o crime pode ter sido  motivado por ciúme.
Na época da prisão a delegada Ellen Maria durante entrevista na Patrulha da Cidade/TV Borborema disse que “havia um relacionamento entre Danilo e uma jovem. E pode ter ocorrido uma paquera entre a vítima e esta jovem. Isto causou um atrito entre Danilo e esta jovem”.
Segundo Ellen, este atrito e discussão se configuraram nas redes sociais e isto provocou ou despertou uma ira tão forte “que ele foi atrás do rapaz e matou. E certamente já o conhecia”.
Danilo saiu do Lar do Garoto no mês de outubro de 2017, onde cumpriu medida socioeducativa por prática homicídio tendo por vítima Alisson Silva Ferreira, morto com 14 disparos de arma de fogo, crime ocorrido em 2015.
(Por www.renatodiniz.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário