domingo, 20 de janeiro de 2019

CONFUSÃO ACABA COM UM MORTO EM CAMPINA

Um desentendimento entre um fiscal de ônibus e um passageiro terminou em morte.

O caso ocorreu no final da tarde do sábado (19/01) em um ponto de ônibus localizado em frente ao Extra na Avenida Brasília, no Mirante, em Campina Grande.
De acordo com o delegado Francisco Assis Silva, em contato com o www.renatodiniz.com, um dia antes (na sexta,18) a vítima teria se desentendido com o fiscal por causa de uma situação dentro de um ônibus da Cabral.
No sábado Almir Vicente da Silva, de 35 anos, foi ao local onde estava o fiscal e lá houve outro desentendimento onde o fiscal com um punhal desferiu um golpe no abdome de Almir.
Ele foi socorrido ao Trauma, mas acabou não resistindo ao ferimento,
O caso agora será investigado pela delegada Ellen Maria e equipe.
O acusado ainda não se apresentou a PC.
(Por www.renatodiniz.com)

14 comentários:

  1. um filho da puta desse vai trabalhar armado.

    ResponderExcluir
  2. Meu caro ele não trabalhava armado porém ele tinha sido ameaçado no dia anterior pela vítima que no dia seguinte foi lá novamente enfrenta-ló onde lhe deu um murro e ao levantar ele se defendeu provavelmente não deu para matar mais infelizmente veio a óbito.

    ResponderExcluir
  3. Ate porque a Vítima já tem seus antecedentes criminais.

    ResponderExcluir
  4. esse fiscal da cabral vai ter que brigar e ceifar a vida de muita gente,por pular a catraca,o fato dele esta no horário de trabalho não dá a ele o direito de bater em ninguem para isso tem a justiça,é bandido sim merece ser julgado como os demais

    ResponderExcluir
  5. babao de empresa esse fiscal tem qje pagar so querem ser o dono fo mundo

    ResponderExcluir
  6. Resumindo: Um trabalhador, pai de 3 filhos, sendo um na barriga, foi assasinado por um lambedor de sola do sapato do patrao rico, puxa saco que quer ser heroi, tira a vida de uma pessoa de forma covarde e premeditada. Veja agora se o teu patrao, vai pagar o advogado pra te defender fiscal . Foragido, desempregado, assassino, processado por homicidio. Valeu a pena defender os R$ 3,30 do rico e esnobe patrao???

    ResponderExcluir
  7. O pior sao os comentarios deploraveis, nefastos e sem nexo, de culpar o morto, porque o cara tinha antecedentes criminais. O fato aqui e um assasinato por motivo banal, o culpado tem que responder na Justiça dos homens. Agora justificar um homicidio banal e futil porque a vitima tem antecedentes, e reverberar a impunidade e banalizaçao da vida. Nada haver...

    ResponderExcluir
  8. Perai o fiscal também e trabakhdort inclusive estava trabalhando,o camarada foi com mais dois bater nele aí e pra ele apanhar passivamente te até morrer?

    ResponderExcluir
  9. Imaginem quando todos estiverem armados como quer o cara que foi eleito..?
    Vai ser banho de sangue todo dia, mas é isso que os idiotas querem !
    Enquanto isso, o motorista Queiroz vai se safando e o o Flávio Bolsonaro também...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu queto ver como é que esse país vai consertar essa lambança que fizeram. Entregaram o país nas mãos de uma familia inteira de 171.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  10. Esse xxx deve ter muitos antecedentes criminais. Agora matar um pai de família por causa de empresa aí já é demais e ainda de serviço armado tem que ir para o serrotao trinta anos pra ele fechado.

    ResponderExcluir