sexta-feira, 1 de março de 2019

PC PRENDE QUATRO ENVOLVIDOS EM CRIME PASSIONAL


*Assassinos deixaram bilhete em cima do corpo da vítima
Policiais civis prenderam quatro homens envolvidos num crime passional onde a vítima foi assassinada com tiros de espingarda calibre “12” e os executores deixaram um bilhete em cima do corpo.
O bilhete foi escrito pelo mandante.

O crime passional e uma vingança, segundo investigações da 11ªDSPC.
O homicídio ocorreu em Santa Cecília, na região de Umbuzeiro, no Agreste, em de agosto de 2017.
As prisões, em caráter temporário, foram cumpridas na manhã da quinta-feira (28/02) por uma equipe de 18 policiais comandados pelo delegado João Joaldo.
O BILHETE “REVELOU” O MANDANTE
(Joseildo, Douglas, Sebastião e Jurandir)
O motorista Antônio Sales Gonçalves, de 36 anos, foi encontrado morto na manhã de 24 de agosto de 2017 em uma estrada do sítio “Boi Seco de Cima”, em Santa Cecília.
“Antônio de Neco”, como ele era conhecido, estava em cima de uma moto quando foi visto por um morador.
Quando ele se aproximou percebeu que o homem estava morto e comunicou o caso a polícia militar.
O veículo ficou “encostado” numa planta.
A perícia constatou que a vítima foi assassinada com três tiros de "arma de grosso calibre", sendo dois disparos na cabeça e um nas costas.
No local, de acordo com a polícia militar, foi encontrado um bilhete com a seguinte frase: “é isso que acontece com quem não respeita mulher casada. Fica um aviso gente. Mulher casada tem gosto de sangue",
A partir de então foi levantado à “hipótese da investigação no sentido de que a vítima tinha sido morta por motivo de vingança em razão de traição”, informou o delegado seccional Iasley Almeida.
Desde a data do fato, o Núcleo de Homicídios da 11ª DSPC vem trabalhando para elucidação desse crime, sendo realizadas diversas oitivas e análise de laudos periciais. Contudo, no decorrer da investigação foi ouvido o Sr. Joseildo Sarinho da Silva, momento em que se coletou sua assinatura para comparação grafotécnica com os escritos que estavam insertos no bilhete encontrado no local de crime, mas a ter esse momento não tinha sido comprovada a autoria do crime, explicou Iasley.
O delegado acrescentou que “em um trabalho minucioso realizado pela equipe de peritos criminais do Núcleo de Criminalística/IPC, cujo laudo pericial foi encaminhado agora no início de 2019, ficou comprovado que esses escritos (bilhete) eram provenientes do próprio punho de Joseildo Sarinho da Silva, conhecido como ‘joca’, arrematando a conclusão da investigação que o apontou como sendo o mandante do crime, movido por um sentimento de vingança por Antônio Sales ter mantido um caso extraconjugal com sua esposa”.
Além de Joseildo Sarinho, foram presos o irmão dele, Jurandir Sarinho, Sebastião Antônio de Souza e o filho dele Emerson Douglas de Souza.
Meses atrás a PC apreendeu na casa de Emerson uma espingarda calibre “12”, que pode ter sido usada na morte de Antônio Sales.
(Por www.renatodiniz.com com informações da 11ªDSPC)

2 comentários: