terça-feira, 30 de abril de 2019

ENVOLVIDO EM DOIS ASSASSINATOS É PRESO PELA PC

Um homem acusado de ser um dos autores da morte de um mototaxista, na noite de 16 de janeiro do ano passado, foi preso temporariamente por força de um mandado judicial.

Segundo a Delegacia de Homicídios de Campina Grande, Rodolfo Felipe Ferreira, o “coquetel”, é apontado como um dos autores do assassinato de Clodoaldo Garcia dos Santos, que tinha 30 anos, no Jardim Continental.
A prisão de “coquetel” ocorreu nesta segunda (29/04).
De acordo com a delegada Suelane Guimarães,  “outros comparsas participantes do crime já foram assassinados e 'coquetel' o único sobrevivente”.
A delegada acrescentou que “coquetel” também participou do homicídio que vitimou Jordânio Bernardo da Silva, no dia 1° de agosto de 2018, também no Jardim Continental.
O CRIME DE CLODOALDO
O mototaxista Clodoaldofoi assassinado com 12 tiros de armas de vários calibres.
Ele estava numa moto quando foi baleado.
A vítima caiu com o veículo em frente à escola municipal Galba Farias Pimentel.
De acordo com levantamentos da PM as armas utilizadas foram de calibres “12”, “380”, “38” e “44”.
Pelo menos 17 cápsulas foram encontradas no local.
Os disparos atingiram a cabeça, braços, tórax e perna.
Ele morava no Bairro Cuités.
Clodoaldo não era cadastrado na STTP.
O CRIME DE JORDÂNIO

Jordânio Bernardo da Silva, de 28 anos de idade, foi assassinado a tiros na Rua Jeremias Sérgio de Almeida, no Bairro Jardim Continental.
Ele trabalhava montando telas de proteção.
O rapaz estava com um “viveiro” para periquitos nas mãos quando foi morto.
O número de disparos não foi informado pela polícia.
A mãe dele informou que Jordânio tinha ido fazer uma troca de “viveiros”
Havia inclusive um periquito na gaiola que com o tombo o passarinho foi esmagado.

(Por www.renatodiniz.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário