quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

ASSASSINATO DE CASAL: NELSIVAN, ALEFF E GORETE VÃO SER JULGADOS SEGUNDA, EM CAMPINA GRANDE

O juiz do 2º Tribunal do Júri da Comarca de Campina Grande, Horácio Ferreira de Melo Júnior, marcou para a próxima segunda-feira (09/12), às 09h00, o julgamento de Nelsivan Marques de Carvalho, acusado pelo Ministério Público de mandar matar o casal Washington Luiz Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira, na saída de seu casamento.

(Nelsivan)
O crime aconteceu , no dia 29 de março de 2014, em frente a uma casa de recepção, no bairro do Catolé.
Washington e Lúcia eram padrinhos e sócios de Nelsivan na Faculdade de Ciências Humanas (SAPIENS).
Além de Nelsivan, vão ser julgados pelo Júri Popular, no Fórum Afonso Campos, Aleff Sampaio dos Santos e Maria Gorete Alves Pereira, também acusados de envolvimento no duplo homicídio.
Dos seis denunciados pelo MP, três já foram julgados. Franciclécio de Fárias Rodrigues foi condenado a  54 anos e seis meses de reclusão em regime inicialmente fechado.
Gilmar Barreto da Silva foi condenado a 37 anos e quatro meses de prisão e Samuel Alves da Silva a 42 anos de reclusão.
ENTENDA O CRIME
O Ministério Público Estadual denunciou Nelsivan Marques de Carvalho; Gilmar Barreto da Silva; Maria Gorete Alves Pereira; Aleff Sampaio dos Santos e Samuel Alves de Souza “Samuka”, por terem assassinado, de forma bárbara, mediante paga e à traição, Washington e Lúcia Santana.
Também atentaram contra a vida de Lindon Jhonson.
O fato aconteceu no dia 29 de março de 2014, em frente à Casa de Recepção “Casa Bela”, no Bairro do Catolé, em Campina Grande. 
Consta ainda nos autos que as vítimas chegaram ao local da festa e deixaram o vigia, Lindon Jhonson da Silva, responsável por cuidar de seu veículo.
Ainda relata os autos que, terminada a cerimônia, as vítimas se despediram dos noivos, por volta das 21h00, e foram embora, seguindo em direção ao seu carro, quando foram assassinadas.
(Do Paraíba Todo Dia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário