quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

PM PRENDE ACUSADO DE ENTREGAR MACONHA POR ENCOMENDA SÓ PARA “GENTE FINA”

*Clientes seriam estudantes de universidades particulares e frequentadores de bares “chiques”
“Gente fina” é outra coisa.
Não precisa se expor e sair por aí atrás de maconha, crack ou cocaína.

Basta uma ligaçãozinha para o disque droga e pronto: o serviço de entrega por encomenda é feito na maior discrição possível por um motoboy que nem sempre levanta suspeita.
Para isso funciona em Campina Grande o delivery de droga disfarçado em entregadores de comidas por encomenda.
A caixa térmica é o disfarce ideal, no entanto vez por outra a PC e a PM interrompem esse serviço de entrega e coloca atrás das grades um motoboy do tráfico.
Na noite desta terça-feira (11/02), por volta das 20h00, uma ação de policiais do 2ºBatalhão no Canal de Bodocongó (Avenida Eduardo Magalhães) flagrou um desses entregadores com maconha dentro de uma caixa térmica.
O flagrante ocorreu após a guarnição tentar realizar uma abordagem ao ocupante de uma moto.
O condutor não parou, houve perseguição e diante da situação o rapaz acabou sendo alcançado e preso.
Conforme a polícia, dentro da caixa térmica havia dezenas de trouxinhas de maconha prontas para entrega (cada uma no valor de ’80 reais’).
Os PMs ainda foram nas Malvinas, na casa do entregador, e lá encontraram mais outra quantidade de maconha, um caderno com anotações, além da réplica de uma pistola.
O preso, de 22 anos de idade, afirmou que faz o serviço de entrega regularmente para alunos de universidades/faculdades particulares, de universidades públicas, como também entrega em condomínios “insuspeitos” e em bares frequentados pela “fina flor”.
A maconha, segundo informações, é de qualidade superior a consumida com frequência na cidade.
(Por www.renatodiniz.com)

3 comentários: