quinta-feira, 16 de abril de 2020

ROMERO VAI APRESENTAR RELATÓRIO TÉCNICO QUE RESPALDA REABERTURA GRADUAL DO COMÉRCIO

O prefeito Romero Rodrigues manteve uma reunião, por videoconferência, na manhã desta quinta-feira (16/04) com representantes do Ministério Público Estadual, Federal e do Trabalho.

Durante cerca de duas horas, foi discutida a pauta sobre a reabertura gradual e em caráter experimental do comércio de Campina Grande na próxima segunda-feira (20).
Ao final, ficou acertado que a Prefeitura apresentará um relatório técnico detalhado até esta sexta-feira (16) com todos os dados, estratégias e ações de controle da disseminação na área comercial da cidade.
Em sua exposição, Romero Rodrigues fez questão de historiar todas as providências de prevenção e planejamento adotadas por Campina Grande desde o início da pandemia, destacando as medidas cruciais de reestruturação do sistema municipal de Saúde em função do controle da Covid-19 no município.
Ressaltou que, desde o primeiro momento, a prioridade foi de adotar medidas de impacto na cidade de isolamento social, renovando o período de restrições, mas adotando uma série de providências objetivas, em termos de estruturação de mais de 100 leitos exclusivamente para assistência a potenciais vítimas da Covid-19; ações sanitárias em toda a cidade através de brigadas multissetoriais da Prefeitura e sempre controlando de perto a curva epidemiológica.
Tanto assim que, após praticamente um mês de isolamento, Campina apresenta apenas oito internações de pessoas infectadas.
Romero ressaltou a formatação de um pacote que inclui meio milhão de máscaras para distribuição com a população a partir já deste final de semana, priorizando, neste primeiro momento, os pequenos comerciantes dos mercados e feiras livres e informou sobre uma ação arrojada de uma equipe de 120 servidores da Prefeitura, durante a próxima semana inteira, promovendo higienização e orientação à comunidade sobre prevenções básicas.
Entre os investimentos da Prefeitura para este momento, além de dezenas de lavatórios portáteis que serão instalados em áreas estratégicas do Centro, a fiscalização nas empresas de acordo com a cartilha rigorosa confeccionada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que prevê cuidados com a saúde de colaboradores e clientes.
INFORMAÇÕES
De modo geral, os integrantes dos múltiplos MPs reconheceram o esforço da Prefeitura campinense, solicitaram informações e dados sobre os investimentos em prevenção e enfrentamento da doença na cidade e pediram, por fim, um relatório que evidencie todas as razões pelas quais o município de Campina Grande tem condições de promover a flexibilização controlada, gradual e experimental da área comercial.
Os médicos Rodolpho Dantas (infectologista), que inclusive participou da videoconferência, e Miguel Dantas, diretor de Vigilância em Saúde de Campina Grande, foram incumbidos de preparar o documento técnico-científico para ser apresentado até esta sexta-feira.
PARTICIPANTES
Participaram da reunião virtual os procuradores Marcela Asfora, Marcos Almeida Raulino Maracajá e Andressa Lucena, pelo MPT; Acácia Soares e Janaina Andrade de Sousa, pelo MPF e os promotores Adriana Amorim de Lacerda e José Guilherme, pelo MPPB.
Acompanharam o prefeito em seu gabinete os secretários Filipe Reul (Saúde) e Alcindor Villarim (Chefe de Gabinete), além do presidente da Urbema, Asfora Neto, e do coordenador de Comunicação do Município, Marcos Alfredo.
(Do Paraíba Online)

3 comentários:

  1. ETA RAÇA DESGRAÇADA SÃO OS POLÍTICOS !!!!! NÃO ESTÃO NEM AÍ PARA O BEM ESTAR GERAL E SIM DE APENAS UMA PEQUENA CLASSE PRIVILEGIADA !!!!

    ResponderExcluir
  2. COMÉRCIO TEM QUE CONTINUAR FECHADO É A RECOMENDAÇÃO

    ResponderExcluir
  3. Prefeitura de Campina sem arrecadação agora chora querendo abrir o comercio e o governador não deixa,tá sentindo na pele o que os trabalhadores de bem sentiram.
    #FICAEMCASAROMERO.

    ResponderExcluir